Coluna do dia – O palanque eletrônico destas eleições

02/07/2014 - 07:38

 

propaganda eleitoral blog elisabeth sá

 

O palanque eletrônico destas eleições

Pelo alto poder de fogo e capacidade de chegar a um maior número de eleitores, a propaganda eleitoral gratuita é sempre um divisor de águas nas eleições. A mensagem repassada, o tempo e a qualidade do material apresentado no rádio e televisão têm um efeito imediato sob o eleitorado. É o chamado palanque eletrônico que pode levantar ou derrubar de vez uma candidatura. O conteúdo e o padrão repercutem de forma tal que é possível dizer “quem está para ganhar ou só para constar”. Pois bem, no plano federal , a presidenta Dilma conseguiu reunir um maior número de partidos e o seu tempo será maior do que o que ela tinha em 2010. O mesmo acontecerá em solo piauiense com o governador Zé Filho. Por ter arregimentado incríveis 18 partidos (Wellington quando foi para a reeleição ficou com 5 partidos e Wilson com 8 siglas aliadas), a aliança governista terá quase o dobro do principal adversário. Zé Filho fica cerca de 12 minutos e Wellington Dias um pouco mais de 6 minutos.

 

O tempo de Dilma

A presidenta Dilma Rousseff abre o palanque eletrônico com uma grande vantagem. Terá 11 minutos e 25 segundos em cada bloco de propaganda eleitoral – 47 segundos a mais do que teve em 2010. A coalizão governista é apoiada por PMDB, PDT, PP, PR, PC do B, Pros e PRB.

 

Aécio tem menos que Serra

O senador Aécio Neves está bem na fita e figura como um adversário em potencial. Mas, larga a uma distância mortal de Dilma. Terá quatro minutos e 36 segundos de tempo eleitoral. O PSDB perdeu tempo em relação à campanha presidencial de José Serra, em 2010, quando tinha sete minutos. Aécio tem apoio do PTB, Solidariedade, DEM, PTC, PT do B e PMN.

 

Campos não vai ter tempo

O socialista Eduardo Campos segue para a campanha com dois minutos e quatro segundos na propaganda eleitoral. Por melhor que seja o seu marketing, não terá como dizer pra que veio. Em 2010, a então candidata do PV à Presidência e hoje vice de Campos, Marina Silva, teve um minuto e 26 segundos. Além do PPS, apoiarão Campos duas siglas nanicas: o PRP e o PHS

 

Correndo atrás do prejuízo

Entre os peemedebistas, o afastamento do deputado federal Marcelo Castro tem mais um motivo para acontecer. É que, depois da liberação das bases, outros políticos como o ex-senador Heráclito Fortes(PSD), a deputada Iracema Portela(PP), o ex-deputado Flávio Nogueira(PDT), todos candidato a uma vaga na Câmara Federal, ficaram com antigas lideranças suas.

Castro tem encontrado resistência para recompor a sua rica base eleitoral. E, a esta altura do campeonato, é o que mais deve doer no parlamentar.

 

Enquanto isso…

O secretário de administração e ex-ministro João Henrique Sousa está em Brasília. Conversa com pessoalmente com o vice-presidente Michel Temer.

Vai acalmar os ânimos e explicar o porquê da predileção de Zé Filho ao candidato Aécio Neves.

 

Não mais

A ex-deputada federal Mirian Nogueira não será mais suplente do ex-governador Wilson Martins. Também ninguém disse o motivo. Mas não é tão difícil assim de imaginar.

 

Ato final

O Ministro Joaquim Barbosa deixa o Supremo Tribunal Federal de “alma leve” e com o sentimento de dever cumprido. Entrou para a história por vários quesitos inusitados, mas com certeza será lembrado pelo mais longo julgamento daquele poder. O rumuroso caso do mensalão que levou à condenação e prisão de 11 políticos. Entre eles, ex-ministros poderosos como José Dirceu e José Genoíno, ambos do PT.

Debandada petebista para Wilson continua

01/07/2014 - 18:37

Mais um prefeito do PTB aderiu a candidatura de Wilson Martins ao Senado. O prefeito de Alto Longá, Flávio de Teté  esteve no escritório político de Wilson Martins nesta tarde. Na última contagem do blog, 21 dos 41 prefeitos eleitos pelo PTB em 2012 já estavam fechados com o ex-governador, agora são 22.

IMG-20140701-WA0002

A surpresa é que a esta altura, com convenção realizada e acordos viabilizados não era mais esperado que prefeitos de um lado passassem a apoiar o outro, mas parece que a debandada petebista continua, e Wilson Martins não é nem bobo de dizer não, sabe que o apoio dos prefeitos é indispensável em qualquer campanha, e quando se trata do Senado, essa importância é considerável.

O deputado Wilson Brandão (PSB), devido a compromissos de agenda política não participou ontem à noite da inauguração das novas instalações da TV Assembleia. Hoje chega com o prefeito no escritório de Wilson Martins. Será que a adesão foi fruto de articulação de Brandão? Até o dia sete de outubro vai complicar para um dos lados se a cada viagem pro interior que um deputado fizer voltar com um prefeito para aderir a campanha.

Decisão do STF faz campanhas avançarem

01/07/2014 - 18:01

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) proferida, nesta manhã, não mexeu apenas com a formação das coligações partidárias. Os comitês de campanhas eleitorais finalmente puderam começar a trabalhar efetivamente e colocar a mão na massa.

O foco das duas campanhas, tanto do PMDB como do PT, neste momento está voltado para a comunicação. Dos dois lados foram realizadas reuniões com a participação das lideranças políticas para a definição de coordenações de campanha, melhores nomes para as coligações e outras ações que irão a partir de agora definir como deverão se comportar os candidatos.

Do lado do Wellington Dias a definição do nome da coligação ficou a cargo dos petistas e deverá ser divulgado hoje. Do lado do governador Zé Filho, onde pesava mais a indecisão com relação a quantidade de vagas para deputados, apenas o nome da coligação proporcional foi definido, será “Piauí no Coração” para as três coligações de partidos que foram formadas. Vale lembrar que do lado do governador Zé Filho são 18 partidos.

Wellington Dias avança no ninho

01/07/2014 - 15:32
Prefeitos declaram apoio ao WD
Se de um lado tem a divulgação de adesões de políticos do PTB à coligação governista, o governador Wellington Dias dá o troco e divulga foto de sua primeira viagem ao interior do Estado como candidato a governador. Nela, o petista
recebe o apoio dos prefeitos de Cocal, Rubens Vieira, e de Piracucura, Raimundo Alves, ambos filiados ao PSDB.
Também na foto a candidata a vice, Margarete Coelho, e a senador, Elmano Férrer.

Vagas garantidas,vamos às coligações

01/07/2014 - 13:43

O voto do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal ), Joaquim Barbosa,em relação a inconstitucionalidade da resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que alterava o número de vagas na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa do Piauí foi motivo de comemoração na sessão ordinária de hoje.

A decisão foi alvo de repercussão e comemoração em discursos na sessão de hoje na Assembleia. O vice-presidente da Casa, Ismar Marques (PSB), foi o primeiro a falar sobre o assunto,enaltecendo o desempenho da deputada estadual Margarete Coelho (PP), que acompanhou o processo como deputada e como advogada. Além de Ismar Marques, também elogiaram a atuação da deputada o próprio presidente, Themístocles Filho (PMDB), Fábio Novo (PT) e Edson Ferreira (PSD).

alepi_vagas_d

 Com o voto de Joaquim, o placar de 7 a 4 manteve as 10 vagas de deputados federais do Piauí e com isso as 30 cadeiras na Assembleia Legislativa do Piauí.  Ele deu o voto que faltava para que os  deputados federais e estaduais do Piauí e de outros estados respirassem aliviados e levassem adiante as conversas sobre coligações proporcionais.

Mantida a representação os candidatos voltam aos cálculos sobre quantos parlamentares cada coligação pode eleger e finalmente as decisões que não foram tomadas nas convenções partidárias,realizadas há quase uma semana, poderão ser homologadas em ata. O impasse entre PSB e PMDB sobre a coligação proporcional está solucionado,os dois partidos marcharam juntos para a disputa no Legislativo.

TV Assembleia ganha mega estrutura

01/07/2014 - 12:04

tvalepi-11O presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho (PMDB) entregou na noite de ontem uma mega estrutura para as novas instalações da TV Assembleia, a primeira TV Legislativa do Brasil em sinal aberto. Nas novas acomodações o estúdio tem cerca de 100 metros quadrados e equipamentos de última geração.

Após a inauguração das instalações do Monte Castelo, os próximos passo do presidente serão a realização de concurso público para a TV e também a expansão do sinal para mais cidades do Piauí. Hoje a TV chega a 21 cidades polos no Estado.  Segundo a diretora da TV, jornalista Cristiane Sekeff o estudo para a realização do concurso está em andamento e a expansão para mais cidades depende apenas de novas mudanças junto ao Ministério das Comunicações.

“Isto porque na transição de sinal analógico para digital é necessário fazer mudanças junto ao Ministério, mas são apenas questões burocráticas de tramites normais. E o nosso estudo está em andamento”, explicou Cristiane. O presidente da Assembleia agradeceu, durante a solenidade, ao apoio de todos os deputados, “foi essencial junto ao nosso trabalho que todos acreditassem e está aqui hoje nesse prédio o resultado do nosso esforço, porque ninguém faz nada sozinho”.