A sombra dos Neiva

02/08/2014 - 16:28

O candidato a reeleição Zé Filho (PMDB) participou de carreata realizada ontem a noite em Floriano. O percurso começou na Universidade Federal do Piauí e acabou no comitê do candidato à deputado estadual da coligação, Gustavo Neiva (PSB).   “Quero agradecer de coração a todos os piauienses que tanto tem dado apoio a todos nós nessa luta por um Piauí melhor, aqui em Floriano queria fazer um agradecimento especial à família Avelino, mas tem sido assim em cada lugar que tenho passado, o carinho do nosso povo é muito grande”, disse. O prefeito de Floriano, Gilberto Junior, citou a força dessa coligação e a união dos prefeitos do Piauí na campanha de Zé Filho.

DSC_9164

Ainda em Floriano, Zé Filho confirmou o apoio de Eneas Maia (PSDB) e do vice-prefeito da cidade Salomão Holanda (PRB). Tudo indo muito bom, muito bem, mas tem uma coisa que ninguém está falando: da confusão nos bastidores. Mais uma vez, a ciumeira em torno da atuação do coordenador da campanha, o secretario Avelino Neiva, pai do deputado Gustavo Neiva (PSB). Receio dos presentes que andaram pensando alto “Tomara que não aconteça o mesmo que aconteceu em Corrente”. O medo do favorecimento político que a coordenação de Avelino é conhecido nos bastidores e estimula cada vez mais o fogo amigo.

Sílvio Mendes no comando da equipe de planejamento

01/08/2014 - 20:42

Sílvio Mendes na campanha

 

Além de participar de caminhadas, carreatas e reuniões, o ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes, candidato a vice na chapa de Zé Filho, dedica parte do tempo para planejamento da campanha e se diz muito confiante com o que viu até o momento. “Temos reuniões previstas para avançar por todo o Piauí para que nosso povo conheça nossas ideias para um Piauí melhor”, disse.

Já o blog acha que Sílvio seria de muito mais utilidade nesta campanha – para ele mesmo – vez que é uma das poucas oportunidades que o PSDB tem de efetivamente chegar ao poder, se ganhasse as ruas e bairros da capital. Assim como se estivesse numa campanha paralela, coisa que os tucanos são craques e já demonstraram reverter qualquer cenário por pior que fosse.

 

 

Vereadora tem cargos na PMT e Governo, mas vota em Wellington

01/08/2014 - 20:00

vereadora celene

 

A vereadora Celene Fernandes é vice-líder do prefeito Firmino Filho na Câmara Municipal de Teresina. Têm várias indicações em todo o staff municipal, inclusive diretoria de hospital municipal, força política mesmo…mas não vota em Zé Filho para o Governo do Estado. É eleitora ferrenha nos bairros da capital e pede votos para Wellington Dias, do PT, numa ação casada com seu candidato a deputado federal, Mainha, também do Solidariedade.

Essa fatia deve ser cobrada de Firmino Filho, mas deve ser partilhada com o candidato a deputado Zé Santana, do PMDB, padrinho político da nobre parlamentar, com todos os poderes na Secretaria de Justiça do Piauí, onde sua esposa a deputada Ana Paula Araújo é titular.

 

 

 

Mais adesão pra Zé Filho

01/08/2014 - 17:34

vereadores de altos

O governador Zé Filho se reuniu com vereadores de Altos na tarde desta quarta-feira(30).  Entre eles estava o jornalista Toni Rodrigues, que justificou o voto no candidato à reeleição mesmo sendo do PTB. “O governador Zé Filho, com a sua simplicidade, humildade e apego às coisas populares, consegue representar o anseio da população”.

A Lei de Responsabilidade Fiscal e os municípios

01/08/2014 - 15:02

A Lei de Responsabilidade Fiscal e seu descumprimento Se o Governo do Estado paga uma conta alta – pelo menos é como a situação é jogada para a imprensa e grande público – em função de ter ultrapassado aí uma cota de menos de 1% daquilo que deve ser destinado para o pagamento de funcionalismo estadual imagina a situação em muitos municípios, na maioria das cidades do interior.

Fachada_TCE-PI

 

O jornalista Toni Rodrigues, por exemplo, que é vereador em Altos, denuncia a gestão municipal com base nos dados fornecidos ao Tribunal de Contas do Estado. Segundo ele, estão sendo gastos o equivalente a 71,3% da receita extrapolando o limite prudencial, mensalmente, cerca de R$ 620mil.

A questão é como o mesmo Tribunal recebe a prestação de contas age para evitar o descumprimento flagrante do que reza o texto Constitucional?

Coluna do dia – Zé Filho aguarda o programa eleitoral e Wellington Dias aguarda Zé Filho

01/08/2014 - 11:12

campanha on line blog elisabeth sa

 

 

Zé Filho aguarda o programa eleitoral e Wellington Dias aguarda Zé Filho

 Pode parecer meio sem sentido o título da nota. Mas, é exatamente o que se pensa, comenta, acredita e começa a fazer sentido nas eleições de 2014 para o Governo do Estado. A avaliação até o momento é de que o governador Zé Filho (PMDB), candidato à reeleição, está em compasso de espera e aguarda o início da propaganda eleitoral gratuita para mostrar toda a sua força e estrutura em torno do “blocão” de que tanto se queixava o principal adversário, o senador Wellington Dias(PT). E, por consequência, o petista aguarda sem muito esforço a mobilização em questão para ver como reagir, uma vez que milita e faz campanha em céu de brigadeiro com a distância apontada pelas pesquisas eleitorais.

No bom popular, o dinheiro ainda não começou a circular. Dinheiro? Sim, dinheiro para bancar cabos eleitorais, estrutura de comitês no interior, gasolina, material gráfico, entre outras coisas que se precisa nunca disputa e que requer muito, muito dinheiro.

O fato é que, até agora, estamos diante da mais pobre, mais mixuruca campanha eleitoral vista nos últimos 20 anos em que praticamente todos os candidatos majoritários e proporcionais resolveram apostar em redes sociais e na interatividade on-line com eleitores. Ok, estamos diante de um fenômeno no que diz respeito à inclusão digital, mas anda é longe de representar a maioria do eleitorado.

 

 

Revezamento de dois com sete

Não há como deixar de falar em polarização entre os candidatos Wellington Dias (PT) e Zé Filho (PMDB) nestas eleições. A começar pelo programa eleitoral gratuito que tem início na segunda quinzena do mês que se inicia hoje e terá um papel fundamental neste pleito.

Os dois concorrentes em questão vão se revezar no horário gratuito do rádio e da televisão, com uma ampla vantagem para o candidato da situação, Zé Filho que terá (se não um pouco mais) o dobro do templo destinado à Wellington Dias. Por fora, muito por fora, Mão Santa que não alcançará um terço do que for destinado ao candidato do Partido dos Trabalhadores.

Os demais candidatos deverão apenas figurar e mostrar em pouquíssimo tempo o nome e número. Sim, temos sete nomes concorrendo ao governo.

Em tempo, os números serão conhecidos ainda hoje, visto que o Tribunal Regional Eleitoral convocou para a manhã desta sexta

 

 

Wellington Dias ainda não aparece com Dilma

Repararam que as imagens da presidenta Dilma Rousseff e do ex-presidente Lula estão pouco exploradas nesta campanha? Do que se viu do material de campanha do senador Wellington Dias, que agora não disputa mais a imagem da presidenta, nem do ex-presidente com nenhum outro candidato a governador, pode-se dizer que é pouco ou quase nada.

Um dado a ser avaliado pela concorrência, muito embora algumas pesquisas apontem que o ex-presidente Lula tem o poder de transferir 30% de votos no Piauí para qualquer candidato que ele coloque a mão em cima.

Dilma começa a preocupar o núcleo duro do Governo e a pergunta que mais se faz hoje é se este degaste que preocupa Lula já o teria atingido também.

 

 

Dias aposta no Zap, Zap

O senador Wellington Dias lançou mão de uma das ferramentas mais utilizadas para comunicação da atualidade – o whatssap ou, simplesmente, zap, zap.

O número apresentado em seu site oficial de campanha é o 8167-0013 e, claro, que espera receber muitas mensagens de apoio, mas também possíveis denúncias de atividades consideradas irregulares por candidatos advesrários.

 

 

Patrimônio zero

Mais uma vez não se sabe quem está mentindo ou quem quer ser enganado. O Tribunal Superior Eleitoral divulgou, ontem, que dos mais de 25 mil candidatos nas eleições deste ano, 41,2% declararam ter patrimônio zero.

Sim, disseram à Justiça Eleitoral que não possuem nenhum bem em seu nome. Tem aqueles que parecem fazer piada com a situação e declaram ter um real, dez reais e por aí vai.

 

 

Prestação de contas até amanhã

Por falar em patrimônio e contas, o  prazo para que candidatos, partidos e comitês financeiros apresentem a primeira prestação de contas referente às eleições de 2014 se encerra neste sábado.

Se não apresentar as contas no papel, candidatos ou comitês têm um prazo de até três dias, após notificação, para proceder de acordo com a exigência da Legislação Eleitoral.

Ainda assim permanecer no erro, serão julgadas as contas como não prestadas.