Coluna do dia – Lula, o onipresente

16/07/2014 - 08:37

 

Peça publicitária da campanha de Dilma à reeleição

Peça publicitária da campanha de Dilma à reeleição

 

Lula, o onipresente

Muito se comenta sobre a influência do ex-presidente Lula nas ações de campanha de Dilma Rousseff até outubro próximo. Não é de hoje. Só que, mais do que uma figura política a ser explorada no período eleitoral, Lula será o protagonista político num eventual segundo mandato de Dilma. Tudo em nome da “unidade política” que, sem muito disfarce, elevar o projeto político do PT em torno de Lula. A figura carismática de Lula é explorada em todas as peças publicitárias. Sua participação em comícios, encontros, reuniões, em todo tipo de atividade, é negociada como grande triunfo. Um verdadeiro pop-star! E também é negociada por aqueles que são da base no Governo Federal, mas querem é Lula longe de disputas locais, onde aliados no plano nacional rivalizam com o PT em seus estados. No Piauí, contrariando essa onda, pelo que se viu até agora, não haverá a disputa rachada das eleições passadas quando os candidatos se faziam apresentar como “o candidato de Lula”, “o amigo de Lula” , “o mais próximo de Lula”, “aquele que Lula sentou no sofá com ele”…e por aí vai!    

 

 

Rapadura é doce, mas não é mole

A classe política é uma das mais criticadas e, seguramente, alvo preferencial  da sociedade quando algo, qualquer coisa, não vai bem.

Mas, é pra lá que muitos querem ir. Uma prova disso foi o aumento no número de candidatos que concorrem a uma vaga na Câmera Federal. Em 2010, somavam 21 mil. Em 2014, são 23 mil. Um incremento 10% na chamada vocação política.

 

 

 

Aumento de 2% no FPM

Todas as atenções se voltam, nesta quarta, para a Câmara Federal. O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves quer colocar em votação o aumento de 2% do repasse no Fundo de Participação dos Municípios.

Ainda é na Comissão de Constituição e Justiça, mas representa um bandeira e tanto, sobretudo, em ano eleitoral.

Alguém duvida que a matéria seja aprovada ?

 

 

 

A confusão no vizinho

O senador Eduardo Suplicy, do PT, gravou um vídeo pedindo votos para  o comunista Flávio Dino, candidato ao governo do Maranhão. Acontece que PT no Maranhão fechou com o PMDB que tem como candidato Edson Lobão Filho.

Agora, Suplicy diz que foi enganado. E hoje mesmo o senador paulista grava para o senador peemedebista.

 

A corrida do calendário eleitoral

15/07/2014 - 18:58

imagem-alunos-calendario_1.jpg.554x318_q85_crop

A corrida dos candidatos não é só atrás do voto. Tem uma corrida que muitas vezes pode custar o mandato. Trata-se da corrida para cumprir o que determina o calendário da Justiça Eleitoral. Amanhã (16) é o último dia para que a Justiça libere o CNPJ daqueles que tiveram registradas  suas candidaturas. Sem o CNPJ o candidato não é nada, não é ninguém, pois não pode divulgar nenhum material de propaganda.

No próximo sábado (19), uma data crucial, é o último dia para os partidos políticos registrarem os comitês financeiros, perante o Tribunal Superior Eleitoral e Tribunais Regionais Eleitorais encarregados do registro dos candidatos, observado o prazo de 5 dias após a respectiva constituição. A questão financeira tem deixado muito candidato preocupado, na verdade na organização dos comitês é a que mais dá dor de cabeça, pois pode culminar em prejuízos, tanto financeiros, como no maior de todos, o de vencer a eleição, mas não levar o mandato.

A fiscalização não vem só da autoridades constituídas, mas do candidato adversário, que está a espera de somente um pequeno deslize para ingressar na Justiça e ficar com a vaga de quem teve voto, mas não teve cuidado com o que reza a Justiça Eleitoral.

Propaganda (in) tensa nas redes sociais

15/07/2014 - 18:16

O horário eleitoral gratuito na TV só começa em agosto, mas o que se pode divulgar dos candidatos, vídeos, mensagens, memes, santinhos e outras coisas já estão circulando nas redes sociais e aplicativos. Os aplicativos de mensagens via celular, whatsapp, tem sido o mais usados.

Hoje, começou a circular via celulares o vídeo que imitar o jingle usado na campanha de 2012 pelo prefeito Firmino Filho, a música “todo mundo é 45” agora virou “todo mundo é 15” e saiu dos carros de som para os smartphones.

Na mídia o tempo todo

15/07/2014 - 17:30

Promotor Fernando Santos

Até onde todo mundo sabe o Ministério Público do Estado é um fiscal da lei, sendo um órgão público como os demais que possui um núcleo de comunicação responsável por divulgar suas ações institucionais. Muito competente por sinal. A não ser que a divulgação das ações do Ministério Público tenham passado para a conta de empresa privada de Assessoria de Comunicação, este post se vale para uma observação com relação à divulgação do promotor (sim, dele mesmo)  Fernando Santos que é, no mínimo, curiosa.

Isso porque ainda que pese serem divulgações importantes para a sociedade, estranhamente o foco da divulgação são as ações do promotor Fernando Santos. E somente dele. Não se tem ou recebe release de nenhum outro ilustre membro daquele poder por esta via. O que nos leva a concluir (posso até estar errada) que o promotor paga uma assessoria independente para ele. Só pode é estar querendo aparecer e muito.

Ele pode. O dinheiro é dele. Só acho estranho e nunca vi nenhuma figura pública fazer isso sem pretensão política. Taí outra coisa que seria super, super curiosa.

NOVA INVESTIDA

Em tempo, nesta terça-feira (15), o promotor Fernando Santos expediu recomendação ao governador Zé Filho e ao secretário estadual de Administração, João Henrique Sousa, para que providenciem a imediata redução do número de cargos comissionados, funções de confiança e servidores temporários do Estado.

De acordo com o promotor, a solicitação é necessária porque o Estado ultrapassou o limite de 46,55% do orçamento com pessoal e o número de servidores comissionados e efetivos que exercem funções de confiança ultrapassa o número de servidores efetivos e está em quantidade desproporcional em vários órgãos do Estado.

Wilson: o alvo preferencial

15/07/2014 - 15:54

O ex-governador e candidato ao Senado, Wilson Martins (PSB), tem sido vítima de ataques sistemáticos. Wilson foi eleito alvo preferencial. Sendo a disputa para o Senado polarizada entre ele e o petebista Elmano, pode-se facilmente concluir  de onde  estão partindo os ataques.

Wilson

Vale ressaltar,e é bom se orientar sobre o outro candidato, Elmano Ferrer. Ele está ou não de acordo com tais ataques, alguns deles pessoais? Acho muito difícil. E segundo saber se a busca por votos está acontecendo com o  mesmo afinco e desempenho dos ataques.

Foto:Facebook Wilson Martins

Senado pode liberar inibidores de apetite

15/07/2014 - 12:41

 

inibidores de apetite

 

A Comissão de Constituição e Justiça do Senado retoma, nesta quarta, a votação do processo que pede a suspensão da resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e libera a comercialização de medicamentos inibidores de apetite.

A matéria já conta com o voto favorável do relator da matéria. Se aprovado, o projeto de decreto legislativo não precisa de sanção para entrar em vigor.

Os medicamentos em questão são à base de anfepramona, femproporex e mazindol e estão fora do mercado desde a resolução da Anvisa em 2011.