Fábio novo herda apoios de Rejane Dias

09/09/2014 - 16:45

DSC_0152.2

Com a candidatura à Câmara dos Deputados da deputada estadual Rejane Dias (PT), um de seus principais colégios eleitorais foi herdado pelo deputado Fábio Novo (PT) que concorre a reeleição na Assembleia Legislativa do Estado.  Fábio Novo ficou com o apoio do prefeito, Gil Carlos (PT), da cidade de São João do Piauí, terra natal de Rejane Dias. O parlamentar inaugurou ontem comitê na cidade.

Embora negada, a divisão dos colégios eleitorais da deputada Rejane Dias tem causado incômodo na base. As dobradinhas entre federal e estadual dentro do PT estariam sendo o motivo de discórdia. A exemplo do deputado Cícero Magalhães (PT) que recentemente questionou e reclamou que os seus maiores adversários estariam dentro do próprio partido, ante ao avanço dentro dos colégios eleitorais.

Nada como um espelho às vésperas da eleição

09/09/2014 - 06:56

 

PT-rachado blog elisabeth sá

 

Contra Lula era terrorismo, contra Marina é análise profunda, debate franco, entre outras palavras para justificar todos os questionamentos (necessários, frise-se) levados à candidatura do PSB e o futuro do Brasil.

Com o PT literalmente rachado, em função das sucessivas denúncias e impaciência popular, é preciso reavaliar o discurso sob pena de desconstruir a bela trajetória da sigla.

Já foi dito neste blog em outra oportunidade, mas vale repetir: o PT, o Partido dos Trabalhadores não pode mais fazer um discurso de vítima, de coitadinho. Não lhe cabe mais. Fica até feio.

Vergonha alheia de atitudes como esta é um termo recorrente quando se assiste a tentativa de petistas ao acusarem os adversários de plantarem informações, forjarem escândalos e pregarem a teoria da conspiração.

Muito mais centrado e inteligente partir pra cima e defender um modelo de gestão, como fez a presidenta Dilma Rousseff, com base em dados, e projetar ações futuras como os reais motivos para os eleitores votarem nela.

Muito mais digno e honesto reconhecer que, como em todas as esferas da sociedade, algum integrante do PT pode cometer erros ou ter cometidos erros como fez o ex-presidente Lula. E estes devem ser cobrados e punidos, sem que toda retórica do partido seja arrastada junto para a a lama.

W. Dias e Zé Filho, vítimas da central de fofocas

08/09/2014 - 19:00

fofocaNos últimos dias, duas fofocas marcaram as agendas de campanha dos candidatos que polarizam a campanha para o Governo do Estado, Zé Filho (PMDB) e Wellington Dias (PT). Enquanto Zé Filho era medicado e cancelou agenda de campanha por conta do seu problema na perna, apoiadores de Wellington Dias teriam espalhado a fofoca de que por conta de ter tomado umas e outras o governador deixou de comparecer a compromisso de campanha na cidade de União. Zé Filho cancelou um dia inteiro de agenda e passou tomando antibióticos  com indicação de repouso.

Para não ficar atrás apoiadores de Zé Filho revidaram a fofoca e bombardearam sites de notícias com a informação de que o senador Wellington Dias teria sido agredido com um tapa de uma senhora, durante visita de campanha na cidade de Cocal, local onde aconteceu a tragédia do rompimento da barragem de Algodões.

Adesões continuam a menos de 30 dias da eleição

08/09/2014 - 18:48

IMG-20140908-WA0037O prefeito Neemias Lemos(PTB), de Cristalândia, acaba de anunciar adesão à candidatura de Zé Filho. O blog já havia comentado sobre um movimento não costumeiro em campanhas eleitorais, as adesões tardias. Desde o início da campanha para o Governo que os lados mais fortes, Wellington Dias (PT), Zé Filho (PMDB), travam uma disputa por adesões.  

Quem conhece o ritmo de campanha sabe que elas tem limite de tempo para ocorrer e principalmente para serem comemoradas.  Os movimentos tardios de adesão são sintomáticos e sempre possuem um significado que geralmente não é divulgado, nesse caso, pelas últimas movimentações e resultados de pesquisas eleitorais, alguma coisa do lado adversários os adesistas em atraso estão vendo. E sendo o prefeito de um partido pertencente a coligação adversária, aí é que é preciso rever a situação.

Doadores acreditam na vitória de Dilma

08/09/2014 - 17:29

DilmaMesmo com a queda nas pesquisas a descrença na campanha da presidenta Dilma não atingiu os financiadores de campanha. Segundo os dados da  última prestação de contas junto ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a campanha de Dilma arrecadou duas vezes mais que as campanhas de Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB).

A arrecadação de campanha é um  dos sintomas de que a campanha da presidenta ainda tem muito fôlego. De acordo com a segunda parcial da prestação de contas, divulgada neste sábado (6) pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dilma declarou ter recebido R$ 123,3 milhões entre julho e agosto. Aécio (PSDB), R$ 42,3 milhões, e Marina, R$ 19,5 milhões. Os dados estão no site Congressoemfoco: 

Ex-secretário doa R$ 140 mil para campanha do PT

08/09/2014 - 16:00

O ex-secretário de Turismo do Piauí, empresário Silvio Leite, fez doação generosa para a campanha do senador Wellington Dias (PT). A empresa de Sílvio Leite (Pag Contas) doou R$ 140 mil para a campanha petista. Sílvio foi secretário de Turismo do Piauí durante os dois mandatos de Wellington Dias.

Apesar de alguns impasses envolvendo a gestão de Silvio Leite, obras de aeroportos que não foram concluídas e a obra do Centro de Convenções de Teresina, o principal entrave, Leite só deixou a pasta durante a gestão do ex-governador Wilson Martins.

SilvioLeite_assis2

Sua saída foi cercada de muita polêmica. À época chegou-se a afirmar que Sílvio Leite não foi comunicado da decisão de Wilson o que foi logo esclarecido, quando o mesmo disse que estava deixando a pasta por sua vontade, uma vez que tinhs sido convidado pelo Grupo Claudino para dirigir a expansão de um shopping em São Luís.

Em sua saída, Sílvio Leite afirmou que deixou R$ 100 milhões em projetos na Secretaria de Turismo do Estado. Além da doação da empresa, como pessoa física Silvio também contribuiu com R$ 2 mil para a campanha de Wellington Dias.