Guerra das pesquisas

04/08/2014 - 20:28

A guerra das pesquisas eleitorais no Piauí está acirrada chegando ao ponto de que mesmo antes dos dados serem entregues as assessorias jurídicas estão sendo acionadas para tentar barrar as divulgações, ou seja; no meio disso tudo os institutos querendo entregar o serviço.

Quando os números agradam a coisa mais óbvia é realizar a divulgação.

Wellington será polido e propositivo

04/08/2014 - 15:04

No próximo dia 19 começa a propaganda eleitoral no rádio e na TV. Os motes que irão guiar as aparições dos candidatos já estão definidos. Do lado do senador Wellington Dias a promessa é de uma campanha “sem agressões e polidez, não haverá agressão aos adversários”, é o que afirmam os assessores mais próximos.  Além disso será realizada uma retrospectiva da trajetória política de Wellington Dias. A intenção no primeiro programa é chegar logo preparando terreno para que os roteiros seguintes sejam de muita comparação entre o que o senador chama de um Piauí antes e um Piauí depois.

guia01

Já no caso do governador Zé Filho (PMDB) mesmo não obtendo informações concretas junto a equipe de propaganda o blog presume que ele deva destinar o primeiro programa da campanha à sua apresentação, tendo em vista que sua trajetória política não é de domínio de todo o Piauí, assim como a do senador Wellington Dias, que foi governador duas vezes e desde 2002 (quando se elegeu governador pela primeira vez) não deixa de concorrer em nenhuma eleição.

Coluna do dia – Teresina decidirá eleição

04/08/2014 - 12:07

image

 

 

Teresina decidirá eleição

Pode não parecer grande novidade a afirmação do título. Mas, a avaliação feita se dá não só pelo número de eleitores e o fato de ser o maior colégio eleitoral do Piauí. E, sim, pela conjuntura e estratégia adotada pelos candidatos até o momento. Mais precisamente, pela atuação do senador Wellington Dias que, de longe, é o que tem dado prioridade e mantém uma agenda intensa de campanha na capital, com reuniões e caminhadas diárias. Estratégia, aliás, muito parecida com a que adotou em 2002, mesmo com grandes diferenças desta para aquela eleição, uma vez que Dias é já é muito conhecido no interior, conta com a minoria dos apoiamentos políticos, mas mantém a dianteira com folga na preferência popular.
E porque esta postura? Para barrar a vantagem tucana seria a resposta óbvia. Mas, não dá pra esquecer a derrota vexatória do senador há dois anos, quando disputou com Firmino e Elmano não obteve 60 mil votos, menos de 15% dos votos válidos.
Além disso, como a campanha não chegou ao interior, a expectativa é mapear a capital e fazer valer a teoria da caixa de ressonância, quando a preferência do eleitor teresinense influencia na escolha dos demais piauienses.

Campanha cara a cara

A deputada estadual Margarete Coelho diz que a apresentação de seu plano de governo na campanha é “cara a cara”. E ela deixa um rastro de poeira grande, quando se aborda a questões de gênero. Nada de sexo frágil, muito pelo contrário. Margarete tem demonstrado resistência para enfrentar uma maratona intensa de viagens ao interior.

“Essa é a campanha que queremos fazer, cara a cara com o povo.  Nossa campanha é pé no chão,  é ouvindo as pessoas, pois queremos construir um Piauí melhor junto com o povo e para o povo”, afirma.

A decepção de Heráclito e Marcelo

O ex-senador Heráclito Fortes e o deputado federal Marcelo Castro estão decepcionados com o ex-governador Wilson Martins. Motivo: a informação da existência de um acordo com os deputados estaduais Edson Ferreira e Luciano Filho em que para cada voto repassado pelos dois ao vereador Rodrigo Martins, estará garantida a “estrutura” de suas respectivas campanhas.

45 dias de tensão

Depois de percorrer oito municípios, neste final de semana, o senador Ciro Nogueira(PP) constatou que a campanha eleitoral é inexistente no interior do Estado. “Só vamos ter 45 dias de campanha este ano. O horário eleitoral é que vai ditar o ritmo da disputa eleitoral”, avaliou.

 

Diferença de tempo menor do que esperado por governistas

Por duas vezes publicamos no blog que a diferença no horário eleitoral gratuito entre os candidatos Zé Filho (PMDB) e Wellington Dias (PT) seria muito grande, com uma diferença que representaria quase o dobro em favor do governador.

Não foi bem assim. A diferença será de menos de dois minutos e não dará tanta margem assim que represente uma vantagem absurda para a situação.

Expectativa, agora, é com relação ao duelo entre as agências para saber quem apresenta melhor material. Melhor os governistas não subestimarem a piauiense S/A Propaganda que tem farto acerto do senador Wellington Dias, conhece o Piauí, a política local e tem seu trabalho mais que reconhecido.

 

A sombra dos Neiva

02/08/2014 - 16:28

O candidato a reeleição Zé Filho (PMDB) participou de carreata realizada ontem a noite em Floriano. O percurso começou na Universidade Federal do Piauí e acabou no comitê do candidato à deputado estadual da coligação, Gustavo Neiva (PSB).   “Quero agradecer de coração a todos os piauienses que tanto tem dado apoio a todos nós nessa luta por um Piauí melhor, aqui em Floriano queria fazer um agradecimento especial à família Avelino, mas tem sido assim em cada lugar que tenho passado, o carinho do nosso povo é muito grande”, disse. O prefeito de Floriano, Gilberto Junior, citou a força dessa coligação e a união dos prefeitos do Piauí na campanha de Zé Filho.

DSC_9164

Ainda em Floriano, Zé Filho confirmou o apoio de Eneas Maia (PSDB) e do vice-prefeito da cidade Salomão Holanda (PRB). Tudo indo muito bom, muito bem, mas tem uma coisa que ninguém está falando: da confusão nos bastidores. Mais uma vez, a ciumeira em torno da atuação do coordenador da campanha, o secretario Avelino Neiva, pai do deputado Gustavo Neiva (PSB). Receio dos presentes que andaram pensando alto “Tomara que não aconteça o mesmo que aconteceu em Corrente”. O medo do favorecimento político que a coordenação de Avelino é conhecido nos bastidores e estimula cada vez mais o fogo amigo.

Sílvio Mendes no comando da equipe de planejamento

01/08/2014 - 20:42

Sílvio Mendes na campanha

 

Além de participar de caminhadas, carreatas e reuniões, o ex-prefeito de Teresina Sílvio Mendes, candidato a vice na chapa de Zé Filho, dedica parte do tempo para planejamento da campanha e se diz muito confiante com o que viu até o momento. “Temos reuniões previstas para avançar por todo o Piauí para que nosso povo conheça nossas ideias para um Piauí melhor”, disse.

Já o blog acha que Sílvio seria de muito mais utilidade nesta campanha – para ele mesmo – vez que é uma das poucas oportunidades que o PSDB tem de efetivamente chegar ao poder, se ganhasse as ruas e bairros da capital. Assim como se estivesse numa campanha paralela, coisa que os tucanos são craques e já demonstraram reverter qualquer cenário por pior que fosse.

 

 

Vereadora tem cargos na PMT e Governo, mas vota em Wellington

01/08/2014 - 20:00

vereadora celene

 

A vereadora Celene Fernandes é vice-líder do prefeito Firmino Filho na Câmara Municipal de Teresina. Têm várias indicações em todo o staff municipal, inclusive diretoria de hospital municipal, força política mesmo…mas não vota em Zé Filho para o Governo do Estado. É eleitora ferrenha nos bairros da capital e pede votos para Wellington Dias, do PT, numa ação casada com seu candidato a deputado federal, Mainha, também do Solidariedade.

Essa fatia deve ser cobrada de Firmino Filho, mas deve ser partilhada com o candidato a deputado Zé Santana, do PMDB, padrinho político da nobre parlamentar, com todos os poderes na Secretaria de Justiça do Piauí, onde sua esposa a deputada Ana Paula Araújo é titular.