A ENEL Green Power é uma empresa italiana de energia renovável, maior produtora de energia solar e eólica do Brasil, que está somando forças com o Governo do Estado no plano de combate à Covid-19 no Piauí.

A empresa tratou sobre as medidas de prevenção que estão sendo adotadas para os colaboradores. De acordo com a diretora executiva da Enel, Roberta Bonomi, foram adquiridos testes para os colaboradores e doações de cestas básicas estão sendo realizadas para a população. “Adquirimos testes para serem realizados por três meses, fazendo a cada 15 dias. Além disso, estamos fazendo campanhas de conscientização para a população das comunidades da região e campanhas de prevenção juntamente com as secretarias municipais de saúde”, ressaltou Roberta.

Foi tratado também acerca da paralisação das obras da Usina Solar São Gonçalo, por conta da pandemia, que está em fase de avaliação dos impactos ambientais e recuperação do solo. A empresa trabalha sob fiscalização com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semar). “Pedimos ao governador que dê uma atenção a essa obra, pois precisamos trabalhar no período seco, antes de começarem as chuvas. O trabalho está avançado e estamos seguindo todas as recomendações solicitadas pela Semar”, disse a diretora.

As medidas atingem diretamente seis municípios próximos ao parque solar São Gonçalo e ao parque eólico Lagoa dos Ventos, além de dois hospitais regionais – o Hospital Senador Cândido Ferraz, em São Raimundo Nonato, e o Hospital Manoel de Sousa Santos, em Bom Jesus, que ganharão leitos de UTI.

Ao todo, a empresa investirá cerca de R$ 23,4 milhões em seis estados brasileiros para a aquisição de equipamentos hospitalares, de proteção individual, testes rápidos, cestas de alimento, material de higiene, além de apoio a estratégias de comunicação.

A empresa vai doar dez leitos de UTI para os hospitais Senador Cândido Ferraz e Manoel de Sousa Santos, nos municípios de São Raimundo Nonato e Bom Jesus, respectivamente, que não possuem leitos específicos para o tratamento de casos graves. Para auxiliar no deslocamento de pacientes em situação mais grave até os dois hospitais regionais, a empresa vai disponibilizar ambulância com motorista, nos municípios de Lagoa do Barro e Corrente. A Enel também vai fornecer 2.400 testes rápidos para o diagnóstico da Covid-19 às prefeituras de Lagoa do Barro, Queimada Nova, Dom Inocêncio, São Gonçalo do Gurgueia, Gilbués e Corrente, além de materiais para a atuação segura das equipes de saúde, como aventais descartáveis, máscaras cirúrgicas e máscaras N95.

“Estamos fazendo investimentos em São Raimundo, São João do Piauí e Bom Jesus, onde tivermos um crescimento dos casos confirmados de Covid. Ao mesmo tempo, temos um problema no Brasil que é a falta de um plano unificado, assim, por mais que tenhamos feito um plano pensando na população, os outros estados não fizeram e pagamos um preço muito alto por estar em melhores condições, pois muitas pessoas estão vindo para o Piauí procurar atendimento”, frisou Wellington Dias.

O chefe do executivo estadual afirmou que irá dialogar com a secretária da Semar, Sádia Castro, a fim de buscar uma solução para a continuidade das obras da usina de São Gonçalo. “Vou buscar uma agenda com a secretária Sádia e o superintendente de meio ambiente, Carlos Moura Fé, em relação à obra. Pedi à ENEL para colaborar com a orientação aos colaboradores e gestores para baixarem o aplicativo Monitora Covid, que é um instrumento extraordinário de atendimento por telemedicina e pode auxiliar muito nos atendimentos”, destacou.