Coluna do dia – Zé Filho e o freio de arrumação

30/07/2014 - 12:06

freio de arrumação

 

Zé Filho e o freio de arrumação

O governador Zé Filho teve que agir rápido para evitar mais uma baixa no grupo político de sustentação no interior, mais precisamente Pimenteiras , na região sul. É que o ex-prefeito Nonato Marreiros já tinha comunicado aos seus pares, inclusive no município, que estaria aderindo nesta quarta para o governador Zé Filho. Marreiros foi diretor da Agespisa, com todos os poderes, na administração do ex-governador Wilson Martins e estava fora da administração, assim meio esquecido, desde a ascensão de Zé Filho ao Governo. Negociações intensas nos dois lados e até o momento ao que parece, Marreiros permanece no grupo governista. É que, com a saída de Gil Paraibano do grupo, ficou mais fácil a acomodação e foi oferecida Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH). Cenas e próximos capítulos são aguardados por toda a semana com maiores desdobramentos deste episódio. O certo é que existem alguns pontos a serem analisados. O primeiro é que Zé Filho não poderá aceitar todo tipo de ameaça de rompimento. O Estado não cabe todos. É preciso mostrar a liderança a que se propõe no comando do Palácio de Karnak. O segundo é que deve ser levado em consideração o efeito demais uma baixa, poucos dias depois da saída de Gil na região sul. Este fato pesou muito e deve ser levado em consideração para evitar o que a oposição vem  “cantando” aos quatro ventos como forma de desestabilizar o grupo da situação.

 

Zé Filho cobra “presença forte” de aliados

Há pelo menos duas semanas colocamos no blog a necessidade de uma “chamada” de Zé Filho no grande número de lideranças em seu palanque. Ontem, pela primeira vez, Zé Filho disse que cobrará “presença forte” dos aliados em sua campanha.

Faz certo, muito certo. Depois não adianta reclamar como fez o

 

Cantiga de grilo nas finanças

O senador Wellington Dias lança mão de uma velha estratégia em campanhas eleitorais e bate na tecla de uma nota só – a quebradeira nas finanças estaduais.

O danado é que todos os adversários da vez, nesta eleição, estavam ao seu lado inclusive quando outros falavam em rombo nas contas e que só agora se soube o tamanho da conta.

 

De pires na mão e vazio

A secretária da Defesa Civil, Simone Pereira, voltou de Brasília com a confirmação de que o Governo do Estado não mais terá participação no programa Carro Pipa.

Agora, o convênio será direto entre Exército e Prefeituras Municipais. O problema é que outros estados como o vizinho Ceará e a Paraíba já receberam recursos com esta finalidade em 2014.

Vai ficar difícil explicar o motivo desta atitude que só tem um nome – retaliação!

Quem tem medo de comitê?

29/07/2014 - 11:56

HUGONAPOLEAO

Hoje (29) as 19 horas será a abertura do comitê de campanha do deputado federal Hugo Napoleão (PSD), candidato a reeleição, também inauguram comitê a deputada estadual Juliana Moraes Sousa (PMDB) e amanhã a deputada federal, Iracema Portela (PP). O comitê vai funcionar na rua Tabelião José Basílio, bairro Jockey Club. Já realizaram inauguração de comitê de campanha com convidados os deputados estaduais Robert Rios (PP), Fábio Novo (PT), Merlong Solano (PT), o deputado Assis Carvalho (PT) e Átila Lira (PSB).

Muitos candidatos e candidatos a reeleição não irão formalizar ou inaugurar comitê, principalmente com festa ou convidados. Alguns até terão, mas divulgar o endereço também nem pensar. Motivo: evitar que os comitês de campanha virem central de peregrinação de pedidos de eleitores e lideranças e assim  não ter problemas com a justiça eleitoral. Aqueles com mais bala na agulha não estão muito preocupados com esse problema.

Coluna do dia – A adesão de Gil Paraibano

27/07/2014 - 08:54

 

image

A adesão de Gil Paraibano

Há poucos dias noticiamos a união de opositores em Picos – a deputada Belê e o prefeito Kléber Eulálio – em torno da campanha de reeleição do governador Zé Filho. Hoje, a situação não é tão favorável assim ao peemedebista. É que o ex-prefeito Gil Paraibano, tio da deputada Belê e seu maior financiador político, aderiu à campanha de Wellington Dias. Não só mudou de lado, como anunciou que também mudará de partido. Seguirá para o Partido Progressista, do senador Ciro Nogueira. Este último, aliás, o grande articulador da adesão de Gil. Um trabalho que já vem sendo maquinado há algum tempo e se intensificou nas duas últimas semanas com grandes propósitos. O primeiro, claro, atrair votos para Wellington Dias em Picos e na região. E o segundo é minar uma das principais regiões onde Zé Filho e Wilson Martins, principalmente, concentra o maior número de lideranças.

 

Sílvio Mendes, o piloto

Não é a primeira vez que o ex-prefeito Sílvio Mendes prefere o volante num ato político do que participar da carreata como candidato, pedindo votos. Pode até ser uma jogada de marketing, mas talvez fosse melhor mostrar a sintonia com o candidato a governador e senador, acenando para populares.

Afinal de contas, é o maior cabo eleitoral, juntamente com Firmino Filho que está em Paris.

 

Robert Rios, o co-piloto

Bem quisto pelo eleitorado teresinense, o deputado Robert Rios foi chamado a participar da carreata de Zé Filho.  Ao lado de Sílvio Mendes, exerceu a função de co-piloto na região sul de Teresina.

Zé Filho e Wilson Martins estavam, literalmente, de carona.

 

Google Earth é usado para construção de barragem

A obra da barragem de Atalaia em Corrente foi projetada com base em dados fornecidos pelo Google Earth. O serviço de locação, que se configura como a escolha do melhor local para construção da barragem, não foi feito com medições locais e, sim, pelo Google.

A informação foi prestada pelo engenheiro da obra ao prefeito Jesualdo Cavalcanti.

 

Desvalorização de terrenos atrapalha Barragem

A desapropriação de terrenos na região da Barragem de Atalaia tem enfrentado algumas barreiras. O baixo preço dos terrenos é o primeiro. Estão pagando R$ 520 por hectare num baixão que será inundado. Ninguém aceita o preço, uma vez que o valor justo seria de R$ 3 mil por hectare.

Alguns proprietários da parte mais alta, que são menos valorizadas, estão recebendo R$1.010,00 por hectare em desapropriações feitas pela Prefeitura Municipal.

Marcelo Castro faz campanha pra Zé Filho

25/07/2014 - 20:44

 

IMG-20140725-WA0029

O ex-prefeito Sílvio Mendes não anunciaria a presença de Marcelo Castro na campanha de Zé Filho em São Raimundo Nonato para não acontecer. Se colocou um fim às especulações, logo saberemos. Mas, é certo que o deputado federal e presidente do PMDB participou de atividades, nesta sexta, em São Raimundo Nonato e região, pedindo votos para o correligionário. E, em algumas oportunidades, até mesmo, ao lado do prefeito Avelar Ferreira e seu irmão, o deputado Edson Ferreira.

Zé Filho fez questão de agradecer o apoio de público e disse que Marcelo Castro chega no momento crucial da campanha.  “Tudo tem o seu momento e foi aqui em Dom Inocêncio e agora é continuar essa caminhada de mostrar para o povo do Piauí o que estamos fazendo e vamos continuar a fazer”, ressaltou durante fala em Dom Inocêncio, município colado a São Raimundo Nonato.

 

Mais divisão da divisão

25/07/2014 - 20:22

O blog  já citou aqui vários exemplos de como o processo eleitoral deste ano está intrincado e cada vez menos distante das alianças partidárias coerentes. Vejamos mais um caso, o vereador Luis Lobão, que é do PMDB, apoia para deputado estadual o tucano Luciano Nunes e pede voto para o ex-senador Heráclito Fortes que é do PSB para deputado federal.

Vogue-12

Antes de falar em incoerência partidária, posto que o PMDB tem oito nomes de peso concorrendo a vagas na Assembleia Legislativa e dois fortes candidatos à Câmara Federal, vale lembrar que Lobão vem sendo uma voz dissidente dentro do PMDB desde 2012, quando travou uma luta árdua para se eleger vereador.

Os candidatos e a igreja

25/07/2014 - 16:40

Para fechar a semana em que foi proibido, por força de liminar, de fazer campanha em igrejas, o senador Wellington Dias (PT), candidato ao Governo, foi recebido pelo pelo arcebispo de Teresina, Dom Jacinto hoje (25). Acompanhado de Elmano Ferrer, candidato a senador pela coligação A Vitória com a Força do Povo, e da vereadora e candidata a deputada estadual Cida. Wellington apresentou-se se como católico e não perdeu a chance de falar ao arcebispo sobre parcerias que teriam sido realizadas no seu Governo, através da Arquidiocese.

1

O senador citou parcerias com o padre Pedro Balzi e com outras dioceses, como a de Picos, Parnaíba, Campo Maior.   “O povo paga impostos e tem direito a retornos. A Igreja Católica tem vários esforços neste sentido, e um dos maiores exemplos é a Caminhada da Fraternidade. Esperamos que essas parcerias continuem nos futuros governos”,lembrou Dom Jacinto. E lembrou bem lembrado, nenhum governador teria coragem de não dar continuidade a parcerias com a Igreja Católica, ainda mais no Piauí o Estado mais católico do país.