Zé filho toma café com Michel Temer

18/06/2014 - 13:43

14421268556_48c6cf9a09_z

O governador Zé Filho (PMDB) embarcou para Brasília logo depois do jogo da seleção brasileira com o México. Ele  amanheceu na capital federal frente a frente com o vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, durante café da manhã. Os dois trataram de despachos administrativos, quanto ao despacho político ainda sem desdobramentos.

Enquanto o governador tomava café com o vice-presidente da República, os aliados tratavam de explicar no Piauí os motivos de possível rompimento do PMDB do Estado com a candidatura da presidente Dilma Rousseff. Entre as razões está a mágoa pelo fato do ex-presidente Lula já ter vindo ao Piauí pedir votos para o candidato do PT ao governo, senador Wellington Dias.

Silvio anuncia na sexta que será vice

18/06/2014 - 13:00

20101031112821_0611c

É dado como certo para esta sexta-feira (20) o anúncio do PSDB de apoio a reeleição do governador  Zé Filho (PMDB). E, claro, como antecipou o blog, também de confirmação do nome do ex-prefeito Silvio Mendes como candidato a vice-governador na chapa governista.

Apenas dois fatos podem mudar esta intenção, um diz respeito ao resultado da conversa do governador com o presidente do PMDB, Michel Temer. O outro é o resultado da votação no STF (Supremo Tribunal Federal) da Adi (Ação Direta de Inconstitucionalidade), que diminui o número de vagas para deputado na Câmara, por consequência na Assembleia.

Na base do otimismo político todos acreditam que Michel Temer entenderá as razões de Zé Filho e, ainda assim, o PMDB não entende de posições radicais. Entende bem de neutralidade, jogo de cintura e divisão interna. Acrescente ao cenário o fato do PSDB não ter melhor alternativa como forma de manter o número de deputados, que a coligação.

Enquanto isso, o deputado Luciano Nunes continua a dizer que não descarta a possibilidade de chapa pura. Não riam, por favor. Uma revestrés poderia explicar.

Robert quer criminalizar diretores da Eletrobras

18/06/2014 - 11:38

robert-rios-mundo-político-teresina-diario

O coro de denúncia contra o Governo Federal engrossou hoje na Assembleia Legislativa.  A situação já seria reflexo da posição do governador Zé Filho em apoiar o nome do tucano Aécio Neves.

O primeiro a chamar atenção para questões federais foi o deputado Robert Rios (PDT),que pediu a criminalização dos diretores da Eletrobras Piauí,pelas mortes causadas devido acidentes com a rede elétrica, principalmente em Teresina.

“A Eletrobras presta um péssimo serviço e agora é criminosa. Pessoas já morreram em Piracuruca e Campo Maior, só pra citar os últimos casos. Temos que responsabilizar estes senhores criminalmente”, disparou.

“O povo não é besta e a Copa deu certo”, diz Ciro

18/06/2014 - 10:29

DILMA ROUSSEFF/PP

É o que acredita o senador Ciro Nogueira (PP). Segundo ele a convenção nacional do PT, que acontece no próximo sábado (21) , será uma grande festa de confraternização e de “muita esperança na renovação do mandato da presidenta. O povo não é besta. Não vai mudar o que está dando certo”, afirma.

Ciro aproveitou para alfinetar a torcida do contra, “contra o país e contra tudo que está dando certo. Veja o exemplo da Copa do Mundo. O que mais se ouvia era a pregação da turma do contra e que daria tudo errado. Estamos dando um show, dentro e fora de campo. Não tem caos nos aeroportos, nem na rede hoteleira, no sistema elétrico, em nada. A repercussão é a melhor possível entre os brasileiros e turistas”, disse.

 

Coluna do dia – Supremo decide hoje sobre vagas de deputados

18/06/2014 - 06:09

Supremo decide hoje sobre vagas de deputados

Previsto para hoje o julgamento das ações que questionam a alteração do número de deputados federais, e por consequência o de estaduais, determinada por meio de resolução do Tribunal Superior Eleitorais e da Lei Complementar que estabelece os quantitativos que devem servir como base para determinar a composição do Legislativo.

A sessão foi suspensa, semana passada, após a etapa de sustentações orais das partes interessadas (são sete ações ao todo) e será retomada com o voto dos relatores das ações, Ministros Gilmar Mendes, a quem cabe o maior participação, e Ministra Rosa Weber.

A decisão a ser conhecida hoje servirá como ponto de partida para retomada das negociações entre partidos no quesito coligações proporcionais. Aliás, somente com ela, serão feitas as contas e ajustes necessários para o fechamento da primeira etapa da eleição – a formação das chapas que disputarão a preferência do eleitor.

 

Tudo como antes

Não se trata de aposta. Apenas um palpite. Uma impressão. Acredito que se fosse para manter a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, o Supremo o teria feito semana passada. Quis um pouco mais de tempo para pensar, refletir e, quem sabe, rever a posição de boa parte do seu colegiado.

 

Compasso de espera

Arrisco aqui a dizer que a posição dos tucanos, por exemplo, será anunciada somente quando for conhecido o resultado da votação no STF.

Não só eles. Todos demais partidos da base aliada avaliam como será enfrentar peemedebistas que estão no Governo e socialistas que ainda têm saldo e colhem os louros da gestão passada.

 

Divisão grande

No grupo dos nanicos, que não gostam do adjetivo e se auto intitularam de G-12, a divisão prevalece. E a dúvida também. Não querem servir de escadinha.

Agora, se desde já sabem que só elegem (um ou mais) juntos, me expliquem o porquê de tanta discussão.

O deputado Evaldo Gomes, que é um dos maiores interessados, já disse que não vai mais esticar a corda e fechar logo a convenção.

 

Michel Temer aciona ministros

O vice-presidente da República, Michel Temer, esteve ontem, boa parte da manhã, com interlocutores do governador Zé Filho.  As queixas do peemedebistas no campo político e administrativo foram ouvidas.

De pronto, Temer acionou Aloízio Mercadante, Chefe da Casa Civil, e Ricardo Berzoini, Ministro das Relações Institucionais.

 

Poder de convencimento

Como dito aqui, ontem, o governador Zé Filho encontrou forte resistência entre seus pares para votar no emplumado Aécio Neves.

Ninguém quer entrar em bola dividida. Muito menos os deputados que estão na linha de frente e tem um contato maior com o eleitorado.

Zé Filho se queixa do tratamento dispensado com razão. Agora, tem um ditado que diz assim “não há nada que não esteja ruim que não possa piorar um pouco mais”.

 

A vaia que vale mais

Quem acompanha as redes sociais, sabe da repercussão em torno das vaias à presidenta Dilma Roussef na abertura da Copa do Mundo. Pois bem, a equipe de Governo viu que a vaia, pasmem, ajudou a presidenta.

Agora, estão com um trabalho para, digamos, tirar proveito da situação. Perceberam que as mensagens de apoio vistas também nas redes sociais podem ser potencializadas e, de quebra, dar uma amenizada na imagem de Dilma, que de representante do sexo frágil não tem nada.

 

Fiscalização em tempos modernos

A OAB apresenta, nesta quarta, um número de whatssap para ser usado no período eleitoral. A ideia é divulgar o número como ferramenta de fiscalização popular.

Agora, se os teresinenses volta e meia se deparam com boatos através do canal, imagina nas eleições.

PSB ratifica crença na vitória de Wilson

17/06/2014 - 16:00

CK8A0313

Hoje pela manhã foi realizado o 13º Congresso Estadual do PSB. O ex-governador, atual presidente do Partido Socialista Brasileiro e pré-candidato ao Senado, Wilson Martins, foi reconduzido ao cargo por unanimidade. Nenhuma surpresa.

Candidato ao Senado e em sendo eleito, Wilson continuará sendo maior liderança do partido, logo o PSB não fez além do que o dever de casa ao reconduzir o ex-governador. Os socialistas estão convictos de que, além da disputa, por uma vaga no Congresso, sua participação será imprescindível para a campanha de Zé Filho.