Aécio e Eduardo juntos no Piauí

23/06/2014 - 13:30

eduar-e-aecioO presidenciável tucano, Aécio Neves, e o do PSB, Eduardo Campos, são presenças confirmadas nesta sexta-feira no Piauí Os dois participam da convenção que vai homologar  o nome do governador Zé Filho (PMDB) para reeleição e o nome do ex-governador Wilson Martins como candidato ao Senado. As convenções do PMDB e do PSB acontecem no próximo dia 27 no Teresina Hall, zona leste de Teresina, com a participação de mais 13 partidos aliados.

PMDB define amanhã detalhes da convenção

23/06/2014 - 11:53

O PMDB convocou para amanhã (24) uma reunião com toda as lideranças para tratar sobre os preparativos da convenção que acontece  na próxima sexta-feira. De acordo com o deputado Mauro Tapety os líderes foram convocados para decidir detalhes sobre discursos e informações que serão repassadas.  A reunião será na sede do PMDB a partir das 8h 30.

pmdb_ddd1

Além do presidente do partido,deputado federal Marcelo Castro, foram convocados os membros da diretoria,  João Henrique, vice-presidente, Carlos Máximo de Carvalho Barros, deputada Juliana de Melo Falcão, o secretário geral,  João Madison Nogueira, Severo Maria Eulálio, deputado Mauro Expedito Reis Tapety e deputada Ana Paula.

Uma das questões cruciais para o PMDB já foi resolvida.Trata-se da coligação proporcional. Está definido que a aliança fará coligação total,o que dá, nos cálculos da base do governador Zé Filho,a possibilidade de eleger 18 parlamentares. No mesmo dia da convenção peemedeista será realizada também a convenção do PSB e do PSDB.

João Vicente mantém sua gratidão ao PT

22/06/2014 - 11:00

10313338_10202193017335020_4925624080725746759_n

Um dos principais argumentos da direção nacional do PTB para a ruptura com a presidenta Dilma e com o apoio à sua candidatura seria a insatisfação com a atenção dada as candidaturas e alianças com o PTB nos estados. Longe dessa insatisfação está o PTB do Piauí, é o que garante o seu presidente, senador João Vicente Claudino.

A eleição de João Vicente é fruto de uma estratégia traçada pelo ex-presidente Lula, ainda em 2006, de que seria crucial aumentar o apoio no Senado. Assim foi dada à campanha petebista toda a atenção possível, inclusive com direito a uso da imagem de Lula e Dilma. Os senadores oposicionista foram derrotados, Heráclito e Mão Santa.

Depois do processo sucessório de 2010, quando pensou que seria o candidato da base ao Governo e das eleições de 2012,e com a saída do partido da base federal, o PTB do Piauí bem que poderia deixar a aliança com o PT sem sofrer muitas cobranças e teria alegações para isso.Tem do lado do governador Zé Filho as portas abertas, mas ao manter seu apoio, o senador João Vicente demonstra uma gratidão que poucas vezes já se viu na política.

A ponte e uma saia

22/06/2014 - 09:00
Elias Ximenes disse que vestiria saia se ponte fosse concluída

Elias Ximenes:visto saia se obra for concluída

Providenciem uma saia, por favor, ao ex-deputado Elias do Prado. Depois de 10 anos em construção, o governador Zé Filho promete inaugurar a ponte que liga os municípios de Luzilândia, no Piauí, e São Bernardo, no Maranhão, na próxima semana. Se ainda mantiver o espírito irreverente, mesmo com seus mais de oitenta anos, é bem provável que tope a parada!

O prazo de cada um
O mais provável é que a inauguração se dê antes do dia 27, data da convenção que homologará candidatura de Zé Filho.

Façam suas apostas
Se por intriga da situação ou não, começou a central de boatos das eleições. A primeira vítima foi abatida. A segunda se abateu. E a terceira, o vein, promete não se render. Elmano Férrer só adoeceu, mas continua no páreo.

Nada muda
A dissidência do PTB da base aliada da presidente Dilma era esperada, mas poucos acreditavam. Ontem o comunicado oficial do partido informou que agora o seu apoio pertence a Aécio Neves (PSDB), mas que as alianças regionais estão mantidas. Até aí tudo bem porque outros partidos da base da presidente também tem alianças regionais diferentes, mas ao contrário do PTB estão do lado de Dilma nacionalmente e nos estados adotaram postura diferente. Aparentemente nada muda em relação ao partido no Piauí, foi o que garantiu o senador João Vicente Claudino.

Caminho difícil para Zé Filho

22/06/2014 - 08:00

8a79cb670b_mediaO governador Zé Filho é no mínimo corajoso. Ao optar pela candidatura do presidenciável Aécio Neves, em detrimento da campanha de reeleição de Dilma Rousseff, onde lá está também seu correligionário, o vice-presidente Michel Temer, deixou de lado a zona de conforto e abraçou uma causa difícil, dificílima. Fazer campanha no Piauí, na região Nordeste como um todo, contra o Governo Federal é como um tiro no escuro.

Poderá até acertar no que não está vendo, mas, até lá, encontrará muitas resistências- dentro e fora do PMDB e dos partidos aliados. Basta lembrar que em 2010 Dilma obteve 67% dos votos válidos no Piauí contra apenas 20% que foram depositados no candidato tucano, José Serra, no primeiro turno da eleição. Pouca coisa em relação a aceitação do Governo Dilma mudou, as pesquisas encomendadas pelo PT do Piauí mostram isso e por isso mesmo sempre são divulgadas.

Talvez este ponto – convencer e cobrar dos aliados o apoio prometido à Aécio – seja o seu maior desafio e motivo para muitas discussões públicas e debates no privado. Isso porque a força do governador é incontestável, mas não é suficiente para se sobrepor ao instinto de sobrevivência que muitos, para não dizer todos, entendem estar atrelado, umbilicalmente, ao Governo.

E agora, Marcelo?

21/06/2014 - 17:00

O deputado Marcelo Castro já anunciou que fica com a presidenta Dilma Roussef. É o presidente do PMDB. Como ele vai conduzir a convenção do próximo dia 27 e ainda mais com a promessa da vinda de Aécio ? O médico Paulo Márcio até poucos dias era cotadíssimo para assumir uma vaga na Câmara Federal, sob as bênçãos do governador Zé Filho. Com tanta reviravolta na política e mudança de planos, voltou para o exercício diário da medicina.

 marcelo-castro

Nos bastidores houve quem defendesse que o deputado Marcelo Castro não deveria abrir mão totalmente dos colégios eleitorais que lhe apoiaram na última eleição em favor do médico. Certos ou não, se os conselhos foram seguidos ou não, o fato é que Marcelo conseguiu, após sua renúncia forçada a candidatura, recuperar rapidamente o apoio de lideranças que já tinham se anunciado como apoiadores da candidatura de Paulo Márcio. E o governador Zé Filho cumpriu sua parte no acordo, não insistindo em manter como sua a candidatura do médico.