Deputado Juraci Leite desiste da candidatura

26/08/2014 - 12:04

 

juraci cópia

 

A informação já tinha sido negada pelos mais próximos e pelo próprio deputado Juraci Leite. Mas, é fato que ele não mais tentará renovar seu mandato na Assembleia Legislativa do Piauí. Prestes a completar 83 anos, Juraci chegou a Assembleia em 1983.

“É verdade. Todo mundo já sabe. E os urubus já voaram e pegaram seus colégios eleitorais”, confirmou João Mádison, quando o blog questionou sobre a divisão das bases de Leite. Juraci Leite é o decano da Assembleia Legislativa, com oito mandatos, filiado ao PFL, depois passou pelo DEM e está hoje filiado ao PSD.

Tucanos assumem campanha de Zé Filho na reta final

26/08/2014 - 11:28

 

Visita Mercado da Vermelha na manha de hoje

Visita Mercado da Vermelha na manha de hoje

 

O governador Zé Filho tem apostado todas as fichas na dobradinha com Sílvio Mendes nesta eleição. O tucano divide com ele as atenções no horário eleitoral gratuito e sua participação se dá em vários momentos, não só em imagens, mas comentando e falando de propostas.

Por outro lado, é notório o empenho dos tucanos nesta reta final. Ontem, em reunião com o governador, os vereadores da base do prefeito Firmino Filho garantiram a Zé Filho a vitória na capital. Além disso, praticamente assumiram toda a campanha na capital, com mobilização diária entre reuniões, visitas e caminhadas.

O fato é que o eleitor da capital vem sendo disputado a ferro e fogo! Como começou atrasada, a campanha tomou um novo ritmo nas dias últimas semanas e Teresina é o principal reduto disputado pelos candidatos majoritários – Wellington Dias e Zé Filho.

Ademais, vendo o crescimento de Zé Filho e as chances reais de chegar ai Governo, o pensamento tucano só vislumbra a ascensão da sigla ao poder e a perspectiva de assumir o comando do Palácio de Karnak numa eventual vitoria de Zé Filho e, claro, em três anos, seu afastamento para disputar o Senado como fizera Wilson Martins e Wellington Dias e tantos outros.

Coluna do dia – Wellington Dias mostra ações e Zé Filho apresenta projetos

26/08/2014 - 07:52

 

programa wellington dias blog elisabeth sa

 

zé filho programa

 

 

 

 

 

 

 

Wellington Dias mostra ações e Zé Filho apresenta projetos

O programa eleitoral do senador Wellington Dias é o melhor apresentado até o momento no horário eleitoral. Tem começo, meio e fim. Segue um roteiro claro, mostrando atividades de campanha e realizações do candidato quando governador do Estado. Aliás, eis uma grande diferença. Como ex-governador, Wellington Dias tem o que mostrar. Ações que contribuíram para melhorar a vida das pessoas sejam com o apoio ou não do Governo Federal. Mas, isso, sinceramente, não adianta seus adversários baterem ou estrebucharem, acusando Dias de se apropriar de obras federais – o povo não entende quem deu ou não o dinheiro. Só sabem que a obra estar lá.

Já Zé Filho, em função do pouco tempo como chefe do Executivo, tem dedicado mais tempo aos projetos e as promessas de campanha. E tem apresentado algumas ações efetivas e que contribuíram para mudar radicalmente uma situação crítica e uma das mais reclamadas pela população que é na área da saúde e segurança, como foi o caso do HUT, com a central de regulação, e a relocação de cerca de mil militares a serviço de outros poderes. O interessante seria mesclar com ações, por exemplo, do governo Wilson Martins já que também era governo do candidato, então vice-governador. Assim, além de apresentar, mostrará que Zé Filho é capaz de realizar.

Por fim, cada um parece ter assumido seu devido papel na campanha eleitoral. O peemedebista que tem subido nas pesquisas de intenção de votos partiu pra cima na condição de oposição, mesmo sendo Governo.  E Wellington Dias, aqui acolá fazendo, dando suas futucadas, mais com indiretas, sem partir para o ataque direto. Cenário que não se via no comecinho, quando Wellington Dias se encontrava numa posição acuada e de ataque que mais lhe conferia uma situação desconfortável do que seu favoritismo no pleito.

 

Lula, o onipresente

Que o ex-presidente Lula transfere uma significativa (e bota significativa) parcela de votos, todo mundo sabe! Mas, já tá meio assim, estranho. Afinal de contas, a candidata à reeleição é Dilma Rousseff, presidente do Brasil, com todas as letras e autonomia. Até onde se sabe.

Lula aparece na propaganda do começo ao fim.Também citado nas falas dos candidatos Wellington Dias e Elmano Férrer que ressaltam, com propriedade, o time que está na disputa  comparando com os adversários.

 

 

Zé Filho diz que querem criar Ptlândia

Já o governador Zé Filho, no seu programa eleitoral, mostrou a quantas anda o tom da campanha eleitoral.  As imagens do encontro no último final de semana, em Salvador, com a presença do candidato a presidente Aécio Neves, mostraram um discurso duro em que o peemedebista falou que criaram uma “ilha da fantasia”, onde não existem problemas, a “Ptlândia”.

Quem assistiu o programa, viu uma plateia empolgada de governantes e lideranças nordestinas em torno do presidenciável Aécio Neves. Com uma empolgação que, entre os presentes, nem de longe se faz questão de lembrar que a presidenta Dilma Rousseff tem uma ampla maioria na região.

Aliás, está clara a estratégia tucana. Como o Nordeste é o segundo maior colégio eleitoral do país, é aqui que estão concentrados os esforços para reverter o favoritismo petista. O maior colégio eleitoral, a zona sudeste já não ri com facilidades para a reeleição de Dilma.

 

 

Mão Santa quer passar longe da condição de laranja

Ainda no início da campanha, nos primeiros embates, surgiu uma dúvida com relação à participação do ex-senador Mão Santa nas eleições gerais de outubro próximo. Mas, quem tem acompanhado o ritmo e tom adotado nos últimos dias, viu que o cristão quer passar longe da condição de laranja neste pleito.

O programa eleitoral que foi ao ar, nesta segunda, pede que as pessoas façam uma retrospectiva e fala das ligações políticas desde o primeiro governo de Wellington Dias, em 2003, passando pelo governo de Wilson Martins e chegando ao de Zé Filho. E arremata: “Agora prometem mudança. Que mudança é essa ? É melhor você pensar nisso”.

 

 

Prefeitura faz obra da Funasa com crédito da Codevasf

A situação ficou, no mínimo, desconfortável. Mas, é de se estranhar mesmo quando um órgão banca a conta e outro fica com o crédito. Pois foi o que aconteceu com uma obra de abastecimento d´água na localidade Soinho, zona rural de Teresina, que foi contemplada com recursos da Funasa, mas na placa de inauguração estava lá o nome da Codevasf que não teve participação.

Os dirigentes da Funasa começam a acreditar que a desfeita,talvez, tenha ocorrido porque os recursos foram alocados quando ainda estava no Palácio da Cidade, o ex-prefeito Elmano Férrer.

Parcerias administrativas e o discurso da ocasião

25/08/2014 - 20:28

ciro

A formação da mesa da solenidade de assinatura de convênios do Ministério das Cidades com a Prefeitura de Teresina mostra bem o que reafirmou o prefeito Firmino Filho (PSDB), durante a solenidade, quando colocou que as divergências políticas e de campanha eleitoral não estão impedindo que os projetos em prol do desenvolvimento. Hoje, o ministro das Cidades, Gilberto Occhi, esteve em Teresina assinando convênio para obras de mobilidade urbana.

Mas, não é bem isso que é dito nos palanques nesta campanha eleitoral. Muito pelo contrário. Da parte dos tucanos, a rivalidade histórica, polarizada com os petistas e com o forte argumento da candidatura de Aécio Neves. Ainda no campo governista, mais especificamente o governador Zé Filho, o argumento para bancar outro palanque que não o do seu partido, o PMDB, é que – em resumo – não existem investimentos do Governo Federal no Estado.

Outro registro com base na foto é a presença do secretário Avelino Neiva que está licenciado para se dedicar às atividades de campanha de reeleição do governador Zé Filho. Ao lado do senador Ciro Nogueira, era um dos mais sorridentes. Talvez porque, como poucos, sabe os caminhos para capitalizar politicamente os feitos e conquistas. Tanto que nos últimos 25 anos ocupou destacadas funções, seja qual for e em todos os Governos.

 

Elmano cola em Lula e Wilson em Marina

25/08/2014 - 17:30

content_elmanoelula_-_copia

Como já era de se esperar os candidatos ao Senado, Wilson Martins (PSB) e Elmano Férrer (PTB)  colaram suas imagens aos nomes nacionais de suas coligações. Com a morte de Eduardo Campos,que era o candidato do PSB, restou ao ex-governador Wilson Martins, colar a sua imagem a de Marina Silva.

Elmano, por outro lado, já vinha usando a imagem do ex-presidente Lula como seu puxador de votos. Lula já apareceu no programa eleitoral de Elmano Férrer pedindo votos para o “véin trabalhador”. Os dois já fizeram parceria parecida antes. Lula também apareceu no programa eleitoral de Elmano em 2012 quando ele concorreu a reeleição para a Prefeitura de Teresina.

A participação de Marina Silva no programa de Wilson Martins também já está sendo articulada. As aparições de Marina Silva ainda não podem ser como candidata porque seu registro só foi homologado no último sábado, a partir dos próximos programas eleitorais é que ela estará efetivamente aparecendo como candidata à presidência do Brasil.10504889_600938460018672_1733517348153059761_o

A 40 dias da eleição, alianças ainda são costuradas

25/08/2014 - 16:30

Faltam 41 dias para o dia 5 de outubro e ainda hoje os dois candidatos mais fortes ao Governo do Estado, senador Wellington Dias (PT) e o governador Zé Filho (PMDB) ainda costuram apoios. Basta ver que quase todo dia os dois candidatos divulgam novas adesões em suas fileiras. A situação é atípica, tendo em vista que a tão pouco tempo do dia da eleição todos os acordos já deveriam estar costurados.

Tanto de um lado como de outro, pipocam informações de que “insatisfeitos” estariam de mudança para as fileiras opostas. Dia sim dia não Zé Filho e Wellington anunciam nomes que aderiram as suas campanhas. Esse cenário reflete um pouco a quantidade de eleitores que ainda não decidiram seu voto, mais de 52% diz não ter ainda candidato.  Existe aí um componente do qual poucos ousam falar, algumas lideranças, prefeitos e vereadores, ainda não entraram efetivamente em campo para fortalecer as candidaturas.