Debandada petebista para Wilson continua

01/07/2014 - 18:37

Mais um prefeito do PTB aderiu a candidatura de Wilson Martins ao Senado. O prefeito de Alto Longá, Flávio de Teté  esteve no escritório político de Wilson Martins nesta tarde. Na última contagem do blog, 21 dos 41 prefeitos eleitos pelo PTB em 2012 já estavam fechados com o ex-governador, agora são 22.

IMG-20140701-WA0002

A surpresa é que a esta altura, com convenção realizada e acordos viabilizados não era mais esperado que prefeitos de um lado passassem a apoiar o outro, mas parece que a debandada petebista continua, e Wilson Martins não é nem bobo de dizer não, sabe que o apoio dos prefeitos é indispensável em qualquer campanha, e quando se trata do Senado, essa importância é considerável.

O deputado Wilson Brandão (PSB), devido a compromissos de agenda política não participou ontem à noite da inauguração das novas instalações da TV Assembleia. Hoje chega com o prefeito no escritório de Wilson Martins. Será que a adesão foi fruto de articulação de Brandão? Até o dia sete de outubro vai complicar para um dos lados se a cada viagem pro interior que um deputado fizer voltar com um prefeito para aderir a campanha.

Decisão do STF faz campanhas avançarem

01/07/2014 - 18:01

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) proferida, nesta manhã, não mexeu apenas com a formação das coligações partidárias. Os comitês de campanhas eleitorais finalmente puderam começar a trabalhar efetivamente e colocar a mão na massa.

O foco das duas campanhas, tanto do PMDB como do PT, neste momento está voltado para a comunicação. Dos dois lados foram realizadas reuniões com a participação das lideranças políticas para a definição de coordenações de campanha, melhores nomes para as coligações e outras ações que irão a partir de agora definir como deverão se comportar os candidatos.

Do lado do Wellington Dias a definição do nome da coligação ficou a cargo dos petistas e deverá ser divulgado hoje. Do lado do governador Zé Filho, onde pesava mais a indecisão com relação a quantidade de vagas para deputados, apenas o nome da coligação proporcional foi definido, será “Piauí no Coração” para as três coligações de partidos que foram formadas. Vale lembrar que do lado do governador Zé Filho são 18 partidos.

Wellington Dias avança no ninho

01/07/2014 - 15:32
Prefeitos declaram apoio ao WD
Se de um lado tem a divulgação de adesões de políticos do PTB à coligação governista, o governador Wellington Dias dá o troco e divulga foto de sua primeira viagem ao interior do Estado como candidato a governador. Nela, o petista
recebe o apoio dos prefeitos de Cocal, Rubens Vieira, e de Piracucura, Raimundo Alves, ambos filiados ao PSDB.
Também na foto a candidata a vice, Margarete Coelho, e a senador, Elmano Férrer.

Vagas garantidas,vamos às coligações

01/07/2014 - 13:43

O voto do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal ), Joaquim Barbosa,em relação a inconstitucionalidade da resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que alterava o número de vagas na Câmara dos Deputados e na Assembleia Legislativa do Piauí foi motivo de comemoração na sessão ordinária de hoje.

A decisão foi alvo de repercussão e comemoração em discursos na sessão de hoje na Assembleia. O vice-presidente da Casa, Ismar Marques (PSB), foi o primeiro a falar sobre o assunto,enaltecendo o desempenho da deputada estadual Margarete Coelho (PP), que acompanhou o processo como deputada e como advogada. Além de Ismar Marques, também elogiaram a atuação da deputada o próprio presidente, Themístocles Filho (PMDB), Fábio Novo (PT) e Edson Ferreira (PSD).

alepi_vagas_d

 Com o voto de Joaquim, o placar de 7 a 4 manteve as 10 vagas de deputados federais do Piauí e com isso as 30 cadeiras na Assembleia Legislativa do Piauí.  Ele deu o voto que faltava para que os  deputados federais e estaduais do Piauí e de outros estados respirassem aliviados e levassem adiante as conversas sobre coligações proporcionais.

Mantida a representação os candidatos voltam aos cálculos sobre quantos parlamentares cada coligação pode eleger e finalmente as decisões que não foram tomadas nas convenções partidárias,realizadas há quase uma semana, poderão ser homologadas em ata. O impasse entre PSB e PMDB sobre a coligação proporcional está solucionado,os dois partidos marcharam juntos para a disputa no Legislativo.

TV Assembleia ganha mega estrutura

01/07/2014 - 12:04

tvalepi-11O presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho (PMDB) entregou na noite de ontem uma mega estrutura para as novas instalações da TV Assembleia, a primeira TV Legislativa do Brasil em sinal aberto. Nas novas acomodações o estúdio tem cerca de 100 metros quadrados e equipamentos de última geração.

Após a inauguração das instalações do Monte Castelo, os próximos passo do presidente serão a realização de concurso público para a TV e também a expansão do sinal para mais cidades do Piauí. Hoje a TV chega a 21 cidades polos no Estado.  Segundo a diretora da TV, jornalista Cristiane Sekeff o estudo para a realização do concurso está em andamento e a expansão para mais cidades depende apenas de novas mudanças junto ao Ministério das Comunicações.

“Isto porque na transição de sinal analógico para digital é necessário fazer mudanças junto ao Ministério, mas são apenas questões burocráticas de tramites normais. E o nosso estudo está em andamento”, explicou Cristiane. O presidente da Assembleia agradeceu, durante a solenidade, ao apoio de todos os deputados, “foi essencial junto ao nosso trabalho que todos acreditassem e está aqui hoje nesse prédio o resultado do nosso esforço, porque ninguém faz nada sozinho”.

Coluna do dia – A campanha sem água com açúcar

01/07/2014 - 08:33

Blog Elisabeth Sá água com açucar


A campanha sem água com açúcar

Confirmado em convenção, na tarde de ontem, o apoio do Partido da República a Wellington Dias. E numa convenção o clima é sempre de muita animação, empolgação, discursos inflamados e ataques. Pois bem, o senador revelou ontem que não vai fazer campanha água com açúcar e o estilo indiozinho do cabelim repartidim paz e amor ficou no passado. O petista devolveu a Zé Filho o ataque desferido, no mesmo lugar, no plenarinho da Assembleia, horas antes, o governador disse que “piauiense não é caranguejo”. E devolveu em tom moderado, com toda a classe, que gestor no comando não tem que reclamar do passado, tem que fazer. Em outros tempos, Wellington Dias soltaria um “eu perdoo”. Também não deve ir muito além disso, pois além de não ser o seu perfil, os números não justificam um destempero verbal já neste início de campanha.

 

 

 Zé pra todo lado

Agora candidato à reeleição, quando citado, lembrado ou chamado em eventos públicos o que mais se ouve não é  Zé Filho, não é José. É Zé. Só isso.

Olha o marketing funcionando aí.

 

 

Balde de água fria

A escolha do vice de Aécio Neves foi comemorada com rojões de alto poder de fogo pela cúpula dilmista.

O tucano segue sem aliados de peso ou mesmo aliança que justifique uma ameaça à campanha de reeleição da presidenta

 

 

Bem que tentou

O senador Ciro Nogueira bem que tentou evitar o desembarque do PP na campanha de Paulo Skaf, em São Paulo.

A sigla já tinha creditado apoio, em ato solene, a Alexandre Padilha, do PT, de quem Ciro é amigo pessoal.

 

 

Tudo como antes

Expectativa para logo mais a definição do Supremo Tribunal Federal e o voto do Ministro Joaquim Barbosa com relação à modulação dos efeitos da decisão aplicada às ações que discutem o tamanho das bancadas na Câmara Federal e Distrito Federal.

O blog arrisca mais um palpite de que tudo permanecerá como antes.

 

 

 Insegurança jurídica

O Brasil precisa mais do que nunca de uma Reforma Política. A cada eleição (majoritária, sobretudo) novas regras são discutidas, impostas, questionadas, enfim. Uma insegurança jurídica sem precedentes que acaba por gerar um mercado paralelo e de difícil compreensão aos seres comuns, sem o poder Supremo.

 

 

Blá, blá, blá

Enquanto isso, as instituições fiscalizadoras malham em ferro frio. O Ministério Público Federal, através da Procuradoria da República, reúne a imprensa e partidos políticos com o intuito de repassar orientações gerais sobre as eleições do pleito que se aproxima.

Será nesta quarta, dia 02, na sede da Procuradoria.

 

 

Alô, alô

Aí, como a Procuradoria da República, o Tribunal Regional Eleitoral coloca no ar os telefones do Disque Eleições e dá sua contribuição nas eleições. Uma ótima iniciativa e que ao final será apresentado um balanço com o número de denúncias feitas.

Sim, e aí ?

 

 

Chegamos em julho

Ainda é Copa, estamos em ritmo de férias escolares e a campanha eleitoral já começou. O ano não passa. Voa.

Daqui uns dias estamos desejando Feliz Natal.