Zé Filho mal se apresenta, anuncia primeira proposta e tem reforço de aliados para pedir votos

20/08/2014 - 20:24

zé filho programa

O aguardado primeiro programa eleitoral do governador Zé Filho (PMDB), que ainda não é tão conhecido do eleitorado quanto o seu oponente, Wellington Dias, trouxe uma apresentação rápida, em que ele mesmo fez as honras da casa, sem apelação emotiva e já foi logo batendo na tecla “é preciso falar a verdade”.

Coincidências à parte, também usou elemento nordestino, o cordel, como fez o Wellington Dias, através do cantor Lázaro do Piauí, para com críticas “livrar de falsas promessas e de quem joga conversa fora”. Ataque frontal aos que  “não fizeram antes e dizem que vão fazer agora”.

Zé Filho já começou anunciando o primeiro projeto do seu Governo. Bom, ele não está inventando a roda e, como mesmo disse, quer resgatar um programa que já deu muito certo no Estado e visa, além de garantir uma rica fonte de alimentação às famílias carentes, recuperar a Bacia Leiteira do Piauí, gerando emprego e renda. Além disso, o “Ganhe Leite” exige ainda uma contrapartida social e as crianças deverão ter  80% de presença nas aulas.

A apresentação feita por uma adolescente colocou na propagando o elemento jovem, eleitorado que precisa ser cativado e que o peemedebista está contando com ele para reverter o cenário desfavorável. Além disso, o candidato teve mais tempo e soube aproveitar os recursos técnicos, inovando no ritmo musical, parecido com o Carnaval, mas que o blog não sabe definir. Usando imagens da convenção que realizou para reforçar a ideia de que é um nome novo e que aglutinou todas as forças políticas

Um acerto do programa foi a dobradinha entre Zé Filho e Sílvio Mendes, um bate bola, dentro de um curral, explicando o programa do Leite, e mostrando um entrosamento total entre o candidato a governador e o candidato a vice.  E o encerramento com o candidato a senador Wilson Martins, o prefeito de Teresina Firmino Filho e Sílvio Mendes dizendo que “de longe Zé Filho é o melhor candidato”. E mostrando um Sílvio descontraído, momento raro, dizendo que “além de tudo, ele tem o melhor vice!”.

Por fim, Zé Filho também não defendeu em nenhuma fala o seu candidato a presidente, o tucano Aécio Neves, mas este apareceu em várias passagens do programa que foi dedicado ao ex-candidato Eduardo Campos.

Wellington fala em atraso, anuncia o futuro, se apega a Lula e esquece que foi Governo

20/08/2014 - 17:17

w dias

O senador Wellington Dias usou o primeiro programa eleitoral gratuito para fazer um breve relato de sua vida pública, com passagens sobre a família e em especial da convivência com o ex-presidente Lula. Uma apresentação que seguiu o roteiro previsto para anunciar que, em todo esse período, o Piauí mudou e “Agora, é para o futuro que vamos”.

Assim como a presidente Dilma Rousseff, a quem não citou e nem fez referência em nenhuma parte do programa,  Wellington Dias alegou estar mais preparado para novas mudanças e numa apresentação, em ritmo acelerado, como quem tem pressa, falou de ações passadas e proposições futuras. A vice Margarete Coelho apareceu em várias imagens das atividades de campanha e ainda fez uma pontinha para enfatizar que  não representa só o partido, mas as mulheres nesta campanha.

Sim, o cartão do Bolsa Família também foi lembrado no programa petista em que seu protagonista usou de muitas mensagens subliminares, até mesmo para reconhecer o atraso do Piauí em relação aos demais estados da federação, como se não tivesse governado o Estado por quase oito anos, elegido o deu sucessor – Wilson Martins – e muito menos participado do Governo até oito meses atras, ao declarar que “Chega de atraso, nunca mais queremos ser o atraso em tudo”.
E encerrou com o bordão “Wellington do povo”.

Zé e Silvio também darão jantar de adesão

20/08/2014 - 14:22

full_possepsdb10

Depois do senador Wellington Dias (PT), agora é a vez do governador Zé Filho (PMDB) pedir ajuda aos amigos, através de jantar pró campanha eleitoral. No próximo Dia 27 de agosto será realizado o “Jantar de adesão do Zé e Silvio”. Os convites já estão a venda e a prestação de contas junto a Justiça Eleitoral será feita amanhã (21). Políticos e empresários estão sendo aguardados no evento que tem convite individual no valor de R$ 250,00. O jantar será no Finess Buffet a partir das 19:30h.

Zé Filho furou a fila

20/08/2014 - 09:32

Zé Filho programa eleitoral

 

Candidato à reeleição, Zé Filho já apareceu no programa eleitoral dos candidatos proporcionais, nesta segunda, dia 19, ressaltando a importância de eleger uma bancada federal forte que o ajudará a governar e cobrar recursos do Governo Federal.

Uma estratégia da equipe de marketing para fazer o governador se tornar conhecido. É que pesquisas internas e qualitativas revelam que as pessoas não o rejeitam e nem têm nada contra, apenas não o conhecem.

Os advogados da coligação oposicionista, A Vitória om a Força do Povo, foram rápidos e, ontem mesmo, ingressaram com uma ação, pedindo a suspensão do programa no horário noturno, alegando ilegalidade na aparição. Outra irregularidade, segundo os advogados, foi a repetição do programa dos candidatos a deputado federal.

Em tempo, a coordenação da campanha informou que a propaganda eleitoral terá o caráter propositivo. Só que ontem mesmo, em algumas inserções, o próprio Zé Filho apareceu de maneira despojada, mas bastante incisiva, cobrando alguma grande obra que tenha sido feita no Piauí pelo Partido dos Trabalhadores e que tenha proporcionado mudança na vida das pessoas. Bateu de frente mesmo com as administrações de Wellington Dias.

Quem é de Batalha, não foge à luta!

20/08/2014 - 08:55
O candidato Magno Pires com populares na zona rural de Batalha

O candidato Magno Pires com populares na zona rural de Batalha

É com este bordão que o ex-secretário Magno Pires tem trabalhado para conquistar os votos dos eleitores de Batalha, onde nasceu e pretende focar sua atuação como deputado estadual para levar melhorias para a região.
Candidato a uma das 30 vagas na Assembleia Legislativa, Magno Pires visitou o município no último final de semana e entre as principais reivindicações ouvidas foi a questão do abastecimento d´água e a rede de esgoto. Pires se comprometeu a trabalhar para viabilizar mais recursos no orçamento do Governo Federal, através do PAC.
É que, recentemente, Magno Pires trabalhou para viabilizar um convênio e a Prefeitura de Batalha foi contemplada com recursos da ordem de R$ 1,3 milhão para investimentos, através da Funasa, no sistema de abastecimento de água na zona rural do município.

Coluna do dia – Candidatos ao Governo na propaganda eleitoral

20/08/2014 - 06:02

 

Programa eleitoral gratuito

 

Candidatos ao Governo na propaganda eleitoral

A propaganda do rádio e da televisão teve início, nesta terça, com forte impacto em todos os veículos de comunicação e redes sociais. Era o esperado e deu novo ritmo à campanha presidencial. Para hoje, são aguardados os programas eleitorais dos candidatos aos governos estaduais.

No Piauí, como o blog tem pregado há dias, uma grande expectativa com relação à qualidade do material a ser apresentado, bem como a repercussão que terá em todo o estado, ainda quase sem campanha, como se uma reação em cadeia. É o esperado e desejado por muitos políticos, uma vez que o processo foi meio que propositalmente retardado.

Não custa lembrar, também, que é grande a expectativa em função da qualidade a ser apresentada nos programas eleitorais pelos dois principais candidatos – Wellington Dias e Zé Filho. A partir de hoje, a eleição toma dois caminhos, com reações duvidosas para cada campo ótico envolvido no processo: consolidar a fatia para o petista e provocar a virada para o peemedebista, respectivamente.

E é bem isso mesmo, acrescentando-se a este cardápio o acirramento dos ânimos e uma intensa agenda eleitoral na capital e interior.

 

Campanha segue o ritmo toma lá, dá cá

Primeiro Wellington Dias anunciou que iria retomar com força programas voltados para a agricultura rural e citou o Seguro Safra, bancado pelo Governo Federal, que anda capenga no Piauí. Foi o suficiente para Zé Filho dizer que o senador petista tem feito terrorismo e garantiu que os recursos do programa já estão assegurados e em caixa.

Ontem, mais uma vez, Wellington Dias futuca onça com vara curta. E, bem ao seu modo, “sem querer, querendo”, disse que encontrou ambulantes no sul do estado, reclamando de arrocho fiscal, mais precisamente, “do rigor da fiscalização nos postos de arrecadação”.

 

As voltas do mundo

Gente, sem preconceitos. Só mesmo uma observação pertinente e de quem acompanha a política há alguns anos, mas achou estranhíssimo ver o número 15, bem grande, ao lado do deputado federal Hugo Napoleão na propaganda eleitoral gratuita.

 

Átila Lira no programa eleitoral

Não é à toa que o deputado federal Átila Lira é o mais lembrado segundo algumas em pesquisas de intenção de voto. Ontem, no programa eleitoral gratuito, o deputado apresentou seu trabalho numa programa elogiável e que deixou os demais, assim, no chinelo.

Vai dar trabalho e dificilmente alguém vai tirar o homem de lá, da Câmara Federal. E o PSB tem que apostar muito, muito alto para eleger a trinca Átila Lira, Heráclito Fortes e Rodrigo Martins.

 

Diga ao povo que fico

Quase isso ou assim o desfecho da negociação para que o ex-prefeito de Pimenteiras, Nonato Marreiros, se decidisse por continuar na base de apoio do governo Zé Filho.

Depois de anunciar que seguiria para o grupo do senador Wellington Dias, uma vez que fora esquecido depois que deixou a diretoria da Agespisa, lhe foi oferecida a ADH. Nonato ainda demorou, mas aceitou o convite.

 

O vice de Marina

Confirmada como candidata pelo PSB, Marina Silva entrou muda e saiu calada de todas as cenas públicas, até ontem, quando da Missa de Sétimo Dia de Eduardo Campos.

Para esta quarta, é aguardada o anúncio da substituição e a escolha de seu vice – o deputado Beto Albuquerque – também socialista, do Rio Grande do Sul.

Beto Albuquerque é candidato a senador e não obteve um bom desempenho nas pesquisas até o momento. Pesou a seu favor a ligação com Eduardo Campos.

 

Ficha limpa barra 497 candidaturas

Pouco se falou sobre o assunto nestas eleições, como se fosse o prenúncio do desinteresse da população sobre a campanha e seus candidatos. Mas, é fato e a Procuradoria Geral da República anunciou, ontem, o balanço com o trabalho do Ministério Público Eleitoral em que 4,1 mil candidaturas foram impugnadas.

Destas, 497 candidatos esbarram na Lei da Ficha Limpa.