Campanha “É Tempo de Cuidar” arrecada 22 toneladas de alimentos

21/04/2021 - 16:00

Lançada hoje (21) a campanha “É Tempo de Cuidar” já arrecadou no primeiro dia cerca de 22 toneladas de alimentos com doações de pessoas físicas e de empresas privadas.  Promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e Cáritas Brasileira, a ação tem por objetivo ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade diante da pandemia do coronavírus e fortalecer a solidariedade no Brasil.

O laçamento ocorreu no auditório do Centro Pastoral Paulo VI e foi transmitida ao público através das plataformas digitais do Governo do Piauí, da TV Antares (2.1) e canais do YouTube da Arquidiocese de Teresina (Programa Em Tuas Mãos), TV Nestante e Cáritas Brasileira. O evento foi restrito às lideranças da igreja e autoridades estaduais, respeitando todos os protocolos sanitários de prevenção à Covid-19. Estiverem presentes na cerimônia a vice-governadora Regina Sousa e o Secretário Estadual de Fazenda, Rafael Fonteles.

Saiba como doar

Todas as paróquias das oito dioceses que integram a Regional Nordeste 4 terão pontos de coletas de donativos: Arquidiocese de Teresina, Diocese de Campo Maior, Diocese de Parnaíba, Diocese de Picos, Diocese de Oeiras, Diocese de Floriano, Diocese de São Raimundo Nonato e Diocese de Bom Jesus.

Doações em dinheiro também poderão ser feitas para serem revestidas em alimentos. A conta para depósito é da Cáritas Brasileira Regional do Piauí, CNPJ: 33.654.419/0007-01. Os dados da conta são: Banco do Brasil, Agência: 3219-0, Conta: 10.497-3. A distribuição das cestas será feita pela igreja, por comissão a ser definida.

A Cáritas Brasileira, organização que sistematiza e monitora os dados da campanha, no último balanço de 23 de março, aponta 823 ações registradas em 140 arquidioceses e dioceses brasileiras, com a marca de 5,868.961 mil toneladas de alimentos. Em recursos financeiros, a campanha atingiu R$ 4,523.832,00.

Governadores enviam carta ao presidente Joe Biden

21/04/2021 - 10:15

O governador Wellington Dias (PT), presidente do Consórcio Nordeste e do Fórum de Governadores do Brasil, entregou nesta terça-feira (20) a Carta Nacional e a Carta Nordeste ao embaixador americano no Brasil, Todd C. Chapman. O documento traz o compromisso de 24 dos 27 estados brasileiros com o meio ambiente. “Compreendo que temos chance do diálogo chegar a todos os estados”, disse.

A carta mostra o compromisso assumido pelo Brasil em cumprir as leis aprovadas no Congresso Nacional, celebrando o Acordo de Paris, o Código Floresta, a Constituição Federal e também o comprometimento com a redução de CO2 e com a redução do efeito estufa.

Segundo Wellington, o embaixador americano afirmou que faria chegar a Carta Nacional e a Carta Nordeste ao presidente Joe Biden ainda na terça-feira. “Ele também assumiu o compromisso de ele mesmo fazer a mediação junto ao Governo Americano e também com outros países com os quais vamos tratar de parcerias como entes subnacionais – que são os estados brasileiros – na perspectiva de trabalharmos tanto a parte efetiva no cumprimento das regras ambientais como também na parte social”, explicou o governador Wellington Dias.

No encontro com Todd C. Champman, o governador Wellington Dias apresentou o plano de que é possível conviver com a manutenção da floresta, especialmente a nativa, com a geração de renda, colocando a floresta como ativo, patrimônio importante e um bem a serviço da humanidade. “Através da compensação pela emissão de CO2, os países mais emissores teriam compromisso com essas populações”, explica Dias, enfatizando que os EUA tem papel primordial nesta pauta do clima.

A posição dos EUA e dos países que estão nesse diálogo com vistas à Conferência sobre o clima (COP 26) é de que o Brasil é uma potencial mundial na área ambiental e a Carta dos estados ganha será tratado como documento importante para tomada de decisões.

Em reunião com Wellington Dias, Ministério da Saúde se posiciona a favor do uso da Sputnik

21/04/2021 - 07:32

Após reunião entre os governadores Nordeste e o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no final da tarde desta terça-feira (20) para tratar sobre o contrato da aquisição da Sputnik V, o presidente do Consórcio Nordeste e governador do Piauí, Wellington Dias avaliou como positiva a posição do Ministério em que ,segundo ele, se posicionou de forma clara que tem interesse que se tenham mais vacinas, bem como as condições de uso da Sputnik, no Brasil.

Wellington Dias destacou que o Ministro da Saúde citou a agenda do presidente Jair Bolsonaro, com o presidente da Rússia, Vladimir Putin onde tratou sobre a vacina Sputnik, e a celeridade das informações para que se tenha as condições da autorização pela Anvisa.

Braga Netto prega união contra iniciativas de desestabilização

20/04/2021 - 13:20

O ministro da Defesa, Walter Braga Netto, defendeu nesta terça-feira (20) que o país esteja unido contra qualquer iniciativa de desestabilização entre os Poderes da República. “O momento requer o maior esforço de união nacional, com foco no combate à pandemia e no apoio à nação. Hoje, o país precisa estar unido contra qualquer iniciativa de desestabilização institucional que altere o equilíbrio entre os Poderes e prejudique a prosperidade do Brasil. Enganam-se aqueles que acreditam estarmos em terreno fértil para iniciativas que possam colocar em risco a liberdade conquistada por nossa nação”, afirmou em discurso durante a solenidade de troca de comando do Exército, em Brasília, para o general Paulo Sérgio de Oliveira.

Na cerimônia, que teve a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro, de vários ministros de Estado e do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira ( PP-AL), Braga Netto disse que “é preciso respeitar o rito democrático e o projeto escolhido pela maioria dos brasileiros para conduzir os destinos do país”. Segundo o ministro, a sociedade, atenta a essas ações, deve ter certeza de que “as Forças Armadas estão preparadas e prontas a servir aos interesses nacionais”.

Governadores pedem quebra de patente para produção de IFA no Brasil

19/04/2021 - 13:00

O governador do Piauí e presidente do Consórcio Nordeste, Wellington Dias anunciou que, durante reunião com a Organização das Nações Unidas (ONU) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), realizada na última sexta-feira (16), foi solicitada a antecipação da transferência tecnológica para que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e o Instituto Butantan possam produzir o Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) no Brasil e quebra de patente para facilitar acesso ao IFA e às vacinas.

O chefe do executivo estadual explicou que, dessa forma, será possível cobrir a demanda existente, hoje, no Brasil e ajudar outros países. “Na agenda com a ONU, foi apresentado, inicialmente, pelo governador Flávio Dino (MA) e por todos os governadores, a importância de trabalharmos a quebra de patente. Em um primeiro momento, a antecipação da transferência tecnológica para que a Fiocruz e o Butantan possam produzir o IFA no país. Queremos descentralizar a produção”, explicou.

Wellington Dias comentou ainda que a diplomata Amina J. Mohammed aceitou trabalhar uma proposta que deve ser chamada de rede pós-covid. “A ideia é colocar uma responsabilidade no mundo inteiro de atuar globalmente na chamada rede pós-covid. A necessidade que cientistas do mundo possam lidar com as sequelas para que possamos cuidar, inclusive de problemas depressivos, que se tenha um conhecimento mais profundo do ponto de vista científico e, ao mesmo tempo, uma rede que possa atuar no mundo inteiro”, explicou o governador.

Na mesma reunião, foi anunciada a antecipação de quatro milhões doses de vacinas contra o coronavírus para o Brasil, de um total de oito milhões. O encontro foi por meio de videoconferência e contou com a participação dos demais governadores brasileiros integrantes do Fórum de Governadores.

Governo publica decreto com medidas restritivas para os próximos dias

18/04/2021 - 17:07

O Governo do Estado publicou, neste domingo (18), o DECRETO Nº 19.582, DE 18 DE ABRIL DE 2021 que estabelece as medidas sanitárias de combate à Covid-19 que passam a valer a partir desta segunda-feira (19) até domingo (25). As principais mudanças são nos horários de funcionamento de shopping centers, bares e restaurantes, que agora poderão funcionar até as 22h, e no toque de recolher que passa a ser das 23h até as 5h.

As medidas do novo decreto são baseadas na constatação de estabilidade na demanda por leitos clínicos e de terapia intensiva; a regressão do estado de alta para estabilidade no número de óbitos por Covid-19; bem como o esforço do Estado e dos Municípios na execução de medidas preventivas vinculadas ao fortalecimento do Programa Busca Ativa, das barreiras sanitárias e de outras ações de atenção primária à saúde.

Confira DECRETO Nº 19.582, DE 18 DE ABRIL DE 2021.

Medidas

A suspensão das atividades econômico-sociais presenciais que têm sido adotadas iniciando às sextas e nos fins de semana ocorrerá apenas no sábado e domingo, iniciando às 23h da sexta-feira (23) até as 24 horas do domingo (25).

A exceção, no fim de semana, fica por conta das seguintes atividades essenciais que poderão funcionar:

– mercearias, mercadinhos, mercados, supermercados, hipermercados, padarias e produtos alimentícios;
– farmácias, drogarias, produtos sanitários e de limpeza;
– bancos e lotéricas;
– oficinas mecânicas e borracharias;
– lojas de conveniência e lojas de produtos alimentícios situadas em rodovias estaduais e federais, exclusivamente para atendimento de pessoas em trânsito;
– postos revendedores de combustíveis e distribuidoras de gás;
– hotéis, com atendimento exclusivo dos hóspedes;
– distribuidoras e transportadoras;
– serviços de segurança pública e vigilância;
– serviços de alimentação preparada e bebidas exclusivamente para sistema de delivery ou drive-thru;
– serviços de telecomunicação, processamento de dados, call center e imprensa;
– serviços de saúde, respeitadas as normas expedidas pela Secretaria da Saúde do Estado do Piauí;
– serviços de saneamento básico, transporte de passageiros, energia elétrica e funerários;
– agricultura, pecuária, extrativismo e indústria;
– templos, igrejas, centros espíritas e terreiros.