Wellington atrai prefeitos para o PT

22/07/2017 - 10:03

governador-wellington-dias

O Partido dos Trabalhadores saiu das eleições municipais de 2016 enfraquecido. Não cresceu em nenhum estado do Nordeste, por exemplo, exceto no Piauí. O movimento foi potencializado pela liderança do governador Wellington Dias.  O PT do Piauí entrou na disputa de 2016 com 21 prefeitos  e saiu com 8.

Agora a  ofensiva do governador para atrair mais prefeitos e reforçar seus apoios para a reeleição em 2018 tem como principal causa o fato de que mesmo tendo registrado crescimento o número e prefeitos de outros partidos, e tutelados por outras lideranças que podem formar o bloco de oposição ao Governo também cresceu, o apoio está pulverizado.

Brasileiros gastaram mais no exterior

21/07/2017 - 18:21

dolar-notas-cedulas-cambio-1491308821725_615x300

Os gastos de brasileiros com viagens internacionais voltaram a subir em 2017. Os números foram divulgados hoje (21) pelo Banco Central (BC). A queda do dólar foi o principal fator.  As despesas de turistas brasileiros no exterior encerraram o primeiro semestre em US$ 8,805 bilhões, alta de 34,8% em relação aos seis primeiros meses do ano passado (US$ 6,532 bilhões).

Apenas em junho, mês em que se inicia o verão no Hemisfério Norte, os brasileiros gastaram US$ 1,51 bilhão no exterior. O valor é 10,1% maior que o gasto de US$ 1,372 bilhão registrado em junho de 2016.

A retomada dos gastos com viagens internacionais ocorre depois de uma queda de 16,5% no ano passado. Em 2016, as despesas de turistas brasileiros em outros países tinha totalizado US$ 14,497 bilhões, no menor valor desde 2009.

Diagnóstico sobre situação do Judiciário será apresentado ao CNJ

21/07/2017 - 17:05

Amapi

A distribuição equilibrada do número de servidores de primeiro e segundo graus no Judiciário do Piauí será alvo de um diagnóstico a ser realizado pela Associação dos Magistrados Piauienses. Esta foi uma das definições do encontro dos presidentes das Associações de Magistrados do Nordeste, realizada hoje (21) em São Luís.  A distribuição equilibrada do número de servidores é uma exigência da Resolução 219 do Conselho Nacional de Justiça. “Esta Resolução busca, justamente, redistribuir os servidores entre primeiro e segundo graus de acordo com as demandas de trabalho. A medida é de extrema importância para aumentar a efetividade do Poder Judiciário, com a realocação de pessoal de acordo com o número de processos de cada unidade judiciária”, explica o presidente da Amapi, Thiago Brandão de Almeida.

Os magistrados também irão solicitar à Associação dos Magistrados

O aumento da gasolina e a gangorra do Governo Federal

21/07/2017 - 09:55

Posto de Gasolina

 

O aumento de impostos divulgado pelo Governo Federal e que vai culminar em Teresina, de imediato, em um reajuste de R$0,41 no litro da gasolina, é mais uma das fases ruins da gangorra em que vive a gestão.

Definitivamente o presidente tem vivido uma verdadeira gangorra entre as boas e as péssimas fases. Sua gestão não começou da melhor maneira, isso é fato, mas logo que ascendeu ao poder Temer experimentou uma boa reação do mercado internacional o que trouxe bons reflexos para a economia. Mas, as cobranças da sociedade e da imprensa o fizeram, literalmente, ter de se desfazer de alguns dos seus ministros, mitos implicados na Lava Jato, outros implicados até o pescoço não só na Lava Jato, mas também em outros casos, é só lembrar o caso do ministro Geddel Vieira (PMDB-BA).

Depois veio uma nova boa fase com a ração tímida, mas suficiente pra dar-lhe novo fôlego no que diz respeito a geração de empregos no país. A aprovação do teto dos gastos públicos trouxe mais desgaste, só que desgaste para um presidente impopular é como chover no molhado, até aí tudo bem.

Então, quando o país parecia que iria voltar aos trilhos, com as reformas como a da previdência e trabalhista andando no Congresso e o mercado novamente apostando no Governo e o presidente parecia surfar uma nova onda de cai a bomba Joesley Batista. Com o procurador geral da República no seu encalço e um Congresso frenético, ainda assim Temer consegue aprovação da reforma e consegue também a aprovação do relatório ao seu favor no caso da denúncia por crime de corrupção passiva e o recuo do próprio Rodrigo Janot e relação as outras denúncias.

Agora com o reajuste de impostos, ao presidente Michel, só resta trabalhar e esperar que uma nova boa fase o alcance.

Prefeitura tem seis meses para convocar concursados

20/07/2017 - 14:25

Georgia Nues

Este foi o prazo dado à Prefeitura de Teresina pelo Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI). A decisão foi tomada na sessão desta quinta-feira (20).Pelo menos 90 candidatos classificados no concurso da Guarda Municipal de Teresina esperam a convocação. Uma denúncia de que a Prefeitura teria realizado contratação irregular de terceirizados para a segurança e vigilância patrimonial da capital deu base à decisão do pleno.

O tribunal havia solicitado à Prefeitura um calendário de convocação e nomeação dos concursados, que foi apresentado na sessão desta quinta-feira pela procuradora-geral do Município, Geórgia Nunes.

Comissão de Educação do Senado deixa Faculdades em alerta

20/07/2017 - 13:55

Cristovam Buarque senador

Uma decisão da Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado poderá causar muita dor de cabeça a várias faculdades. Está em análise o Projeto de Lei do Senado (PLS) 195/2017, que veda a concessão de tutela antecipada a cursos de nível superior mal avaliados pelo Ministério da Educação (MEC), mas que estejam funcionando por decisão judicial podem ser proibidos de continuarem suas atividades. A proposto foi apresentada pelo senador Fernando Bezerra (PSB-PE) e relatada pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF) visa barrar a autorização indiscriminada de liminares para o funcionamento desses cursos, e que alunos matriculados em cursos mal avaliados sejam prejudicados ao se formarem.

Dados do Conceito Preliminar de Curso (CPC) divulgados em março mostraram que mais de 11% dos cursos de graduação avaliados em 2015 tiveram desempenho insatisfatório na pesquisa do MEC. O estudo analisou mais de 8.100 cursos de instituições públicas e privadas do Brasil, desse total 893 foram considerados deficientes.