Tragédia anunciada, ou melhor, evitada

10/10/2017 - 16:45

Eta Sul Teresina blogelisabethsa.com.br

A Estação de Tratamento da Zona Sul de Teresina (ETA Sul) responde por 85% do abastecimento da cidade. E entre alguns problemas detectados pela empresa Águas de Teresina, que vão de garrafa pet obstruindo passagem de água a obras dadas como concluídas, mas cheias de  vazamento, estava uma bomba, em seu sentido literal.

A termografia de equipamentos importantes – traduzindo ao Português que o teresinense mais entende -  “a quentura” de equipamentos importantes estava operando com 140 graus acima da temperatura ideal, que é 60 graus. Exatamente na ETA Sul, responsável pelo abastecimento de quase toda a cidade, o derretimento era uma constante. E a bomba iria estourar nas mãos da empresa que assumiu os serviços há 90 dias, pois o risco de explosão era eminente o que deixaria a cidade sem abastecimento por pelo menos uma semana.

Claro que preparo técnico e cuidado são quase 100% do serviço, mas sorte ainda é uma grande aliada. O problema estava lá há muito tempo, mas se acontece justo agora seria um prato cheio para os críticos de plantão.