O rastro do dinheiro encontrado com motorista de Wellington

12/09/2014 - 16:28

IMG-20140912-WA0053

Como o blog adiantou mais cedo, o dinheiro encontrado no carro do motorista do Senado, lotado no gabinete de Wellington Dias (PT) e candidato ao Governo do Estado, será facilmente rastreado. Isso porque o lacre que de cada pacote de dinheiro tem a identificação do Banco Bradesco, a data de sete de setembro (domingo e feriado), bem como apresenta o nome da empresa que fez o transporte do valor – a Prossegur (veja na foto).

Isso significa que 7 de setembro não foi a data em que o dinheiro foi sacado, mas, sim, o dia em que deu entrada na agência bancária.

Trata-se de um procedimento de segurança que é feito pelas empresas de transportes de valor. Os lacres são colocados para identificar o dia e a hora em que o dinheiro deu entrada na agência.

“Quando é feito um saque de grande valor muitas vezes dentro do banco o montante é retirado do lote que a transportadora trouxe sem que se retire o lacre, por isso o dinheiro aparece identificado”, segundo explicou fonte do blog dentro de agência bancária.

O saque, portanto, só pode ter sido feito entre o dia oito de setembro e o dia 10. E para efetuar saques de grande monta a agência bancária deve ser comunicada com antecedência, entre 24 e 48 horas.

De tudo isso o senador Wellington Dias entende muito bem, pois é bancário.

 

2 Comments

  • Licia Magna disse:

    Nos tambem entendemos Elisabeth pois estagiamos por 2anos no BB!! BJOS Amiga

  • Antonio Marcos disse:

    Verdade amiga Ellizabet não tem como negar o envolvimento do Senador, esse dinheiro não é meu! Salário de motorista é bem pago ! Afinal de conta quantos meses seria suficiente para o trabalhador assalariado juntar 180 mil, recebedo o 1 salário mínimo !