No Piauí, tudo ao contrário

14/11/2017 - 10:00

Minha Casa Minha Vida

O ministro do PSDB das Cidades Bruno Araújo deixou o Governo Federal, entregou a pasta ao presidente Michel Temer (PMDB). Com isso abriu as portas para mais aproximação dos partidos da base entre eles o Progressistas do senador Ciro Nogueira, que inclusive foi um dos primeiros a conversar com o presidente após o ministro entregar a pasta.

A aproximação cada vez mais crescente do senador Ciro ao presidente Michel por tabela ao PMDB chama atenção a um fato interessante que comprova  que no Piauí tudo sempre ocorre ao contrário, não só com os nomes de avenidas, em Teresina tem uma chamada avenida Maranhão e em Timon, que é no Maranhão, tem uma batizadas de avenida Piauí.

Enquanto se firma como a maior liderança do Piauí por sua força política nacional e poder de emplacar no Estado os únicos recursos que o Governo tem investido em obras, o senador é vaiado, mas mesmo assim tenta manter aliança com o PT e com o PMDB, que mais unidos  do que nunca parecem não encontrar espaço para a participação dos progressistas.

Durante a entrega das casa em Teresina a vaia ao senador não foi lá a grande novidade, a claque petista responsável já atua há um bom tempo. A grande novidade foi a diferença entre os discursos de defesa do prefeito de Teresina, Firmino Filho e o do governador Wellington Dias. No do  primeiro foi longo, enfático e duro, no segundo não faltou agradecimento ao ex-presidente Lula por ter criado o Programa Minha Casa Minha Vida.

“Todas as obras em Teresina e no Piauí tem a marca, tem o dedo do senador Ciro, o Estado hoje não está com a folha atrasada por causa do senador Ciro. É necessário que possamos reconhecer isso e te rum sentimento de gratidão e é necessário que o próprio governador possa reconhecer esse papel do senador Ciro Nogueira”, afirmou o prefeito de Teresina ao comentar o episódio das vaias ao senador ocorrido na semana passada durante a entrega de 1.269 unidades habitacionais em Teresina.

Júlio Arcoverde diz que vaias partem de petistas pagos para constranger

Claro que há uma sintonia muito forte com o PSDB temos uma parceria muito forte em administração de Teresina e temos uma parceria política também na capital,já no Estado a gente precisa saber como vai ficar

“São os mesmos de sempre, são petistas que não ajudam o Wellington são aqueles que não tem massa encefálica, são aqueles pagos e nós sabemos de onde vem e são aqueles que querem que o Piauí caia por água abaixo, nosso compromisso como Estado e com o governador Wellington Dias é muito maior que isso”, disparou Júlio Arcoverde.

O deputado disse que quem pode responder melhor pelo seu partido é o governador Wellington Dias.