Coluna do dia – Lula, o onipresente

16/07/2014 - 08:37

 

Peça publicitária da campanha de Dilma à reeleição

Peça publicitária da campanha de Dilma à reeleição

 

Lula, o onipresente

Muito se comenta sobre a influência do ex-presidente Lula nas ações de campanha de Dilma Rousseff até outubro próximo. Não é de hoje. Só que, mais do que uma figura política a ser explorada no período eleitoral, Lula será o protagonista político num eventual segundo mandato de Dilma. Tudo em nome da “unidade política” que, sem muito disfarce, elevar o projeto político do PT em torno de Lula. A figura carismática de Lula é explorada em todas as peças publicitárias. Sua participação em comícios, encontros, reuniões, em todo tipo de atividade, é negociada como grande triunfo. Um verdadeiro pop-star! E também é negociada por aqueles que são da base no Governo Federal, mas querem é Lula longe de disputas locais, onde aliados no plano nacional rivalizam com o PT em seus estados. No Piauí, contrariando essa onda, pelo que se viu até agora, não haverá a disputa rachada das eleições passadas quando os candidatos se faziam apresentar como “o candidato de Lula”, “o amigo de Lula” , “o mais próximo de Lula”, “aquele que Lula sentou no sofá com ele”…e por aí vai!    

 

 

Rapadura é doce, mas não é mole

A classe política é uma das mais criticadas e, seguramente, alvo preferencial  da sociedade quando algo, qualquer coisa, não vai bem.

Mas, é pra lá que muitos querem ir. Uma prova disso foi o aumento no número de candidatos que concorrem a uma vaga na Câmera Federal. Em 2010, somavam 21 mil. Em 2014, são 23 mil. Um incremento 10% na chamada vocação política.

 

 

 

Aumento de 2% no FPM

Todas as atenções se voltam, nesta quarta, para a Câmara Federal. O presidente da Câmara, deputado Henrique Eduardo Alves quer colocar em votação o aumento de 2% do repasse no Fundo de Participação dos Municípios.

Ainda é na Comissão de Constituição e Justiça, mas representa um bandeira e tanto, sobretudo, em ano eleitoral.

Alguém duvida que a matéria seja aprovada ?

 

 

 

A confusão no vizinho

O senador Eduardo Suplicy, do PT, gravou um vídeo pedindo votos para  o comunista Flávio Dino, candidato ao governo do Maranhão. Acontece que PT no Maranhão fechou com o PMDB que tem como candidato Edson Lobão Filho.

Agora, Suplicy diz que foi enganado. E hoje mesmo o senador paulista grava para o senador peemedebista.