Coluna do dia – João Vicente deixa PTB órfão

12/06/2014 - 08:53

image

João Vicente deixa PTB órfão

Quem ainda se lembra do desgaste provocado pela substituição do deputado federal Marcelo Castro pelo governador Zé Filho, semana passada, na chapa governista que disputará as eleições de outubro? Poucos. O brasileiro é assim – movido a novas polêmicas, novos embaraços. A memória é curta. Mas, é fato que a instabilidade do momento, provocada pela desistência de João Vicente Claudino, também colaborou muito para este esquecimento.

Primeiro que, a substituição de Marcelo por Zé Filho “já era esperada, pois muito se especulava, desde de janeiro, sobre esta possibilidade. Segundo que, em se tratando de PMDB, vale lembrar que as divisões internas sempre marcaram as decisões sobre quem e qual rumo tomar. Divisão peemedebista igualmente vista no plano federal, no momento em que parte significativa da sigla se mostrou contra a aliança com a presidenta Dilma Roussef na convenção.

Agora, em se tratando do PTB, do PTB do Piauí, aí, a história é outra. O partido, desde que assumido pelo senador João Vicente é conhecido pela sua organização, decisões cumpridas a ferro e fogo. Um partido com comando e comandante. Bom, pelo menos até ontem tinha este comandante.

O sentimento, hoje,  entre os petebistas é de que estão órfãos, perdidos e carentes. E não adianta ostentar um falso entusiasmo com a candidatura do ex-prefeito Elmano Férrer. Ele é um querido, um fofo, gente boa demais. Mas, todos ali sabem a diferença de uma campanha tendo João Vicente candidato e outro no seu lugar.

 

As alegações pessoais e os motivos de JVC

É verdade verdadeira que o senador João Vicente Claudino é caseiro, apaixonado pela família e tem a intenção de se dedicar ao lar, voltando a morar no Piauí, aos filhos e aos negócios da família. Mas, também é verdade que existe uma enorme decepção com a política, o seu trato e suas inúmeras dificuldades até que se consiga efetivamente alguma conquista.

Essa última foi a queixa levada por JVC ao Ministro Mercadante, semana passada, numa audiência dura, duríssima.

 

O tempo de João Vicente

Tem as alegações pessoais, os motivos políticos e tudo mais que se possa imaginar. Mas, o blog suspeita seriamente que João Vicente Claudino esperou, tão somente, o desfecho no chapa governista ( sai Marcelo, entra Zé Filho) para tomar a sua decisão.

Vendo que mesmo diante de toda bagaceira, a tendência era a união dos partidos governistas e não iria lhe sobrar muita coisa, fechou o cliclo.

 

A criatividade na campanha eleitoral

 Se de um lado começaram a dizer que O bigode voltou”, “Agora é a vez do vein”, no campo da situação a piada é a mesma com “Ficou molin, molin como o vein”.

 

Julgamento de Assis é hoje

Ao contrário do que o blog informou ontem, o julgamento do deputado federal Assis Carvalho está marcado para hoje no Tribunal de Contas do Estado.

Estranho mesmo esta data. Aguardemos. Afinal de contas, #vaitercopa.

 

Vai ter copa

Os números positivos começam a aparecer. E o primeiro levantamento com relação ao número de turistas europeus e norte-americanos mostra que eles vieram aos montes para acompanhar a Copa no Brasil.

O estudo aponta que, no caso da Europa, houve aumento de 60% nas reservas, enquanto nos Estados Unidos, a alta foi de 68% na comparação com o ano anterior.

 

Fica para a próxima

O Piauí aguarda por mais uma semana o desfecho com relação ao número de vagas no Legislativo. Ontem, o STF adiou a votação e marcou para a próxima semana logo após as manifestações Advocacia Geral da União e Procuradoria Geral da República.

 

Mais tempo para os supremos ministros decidirem sobre o futuro de metade dos estados brasileiros neste quesito.