Obra da Nova Maternidade de Teresina avança

21/02/2020 - 13:44

O governador Wellington Dias visitou, nesta sexta-feira (21), as obras da Unidade de Referência em Alta Complexidade Materno-Infantil, a Nova Maternidade de Teresina. Na oportunidade, o chefe do Executivo estadual, acompanhado do secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, analisou junto ao corpo de engenharia o andamento da obra. Os serviços seguem em ritmo acelerado e terá em março a fase da concretagem dos pilares da sétima laje concluída.

“Aproximadamente, no ano de 1973, o Piauí ganhou uma estrutura daqueles hospitais utilizados nas guerras, que foi o hospital Maternidade Dona Evangelina Rosa que serviu durante muitos anos, mas com o tempo verificamos a necessidade de uma nova estrutura e é isso que estamos fazendo com na construção da Nova Maternidade que estamos visitando hoje. Nosso objetivo final é a construção de uma maternidade moderna e equipada. A obra custará, aproximadamente, 142 milhões de reais. O nosso objetivo é salvar vidas e oferecer uma área com todos os profissionais, toda a estrutura de equipamentos modernos e o que for necessário para garantir a redução da mortalidade materna/infantil”, destacou Wellington.

Seduc abre processo de liberação profissional para pós-graduação

20/02/2020 - 11:07

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) abre processo de solicitação de liberação para afastamento das atividades laborais, pelos profissionais da educação básica, integrantes do quadro efetivo da Rede Pública Estadual de Ensino, para participarem de cursos de pós-graduação stricto sensu.

Serão ofertadas 100 licenças para estudos de pós-graduação stricto sensu para o ano de 2020 aos servidores efetivos da rede pública estadual da educação básica do Piauí, lotados em setores ligados à Seduc, nas Gerências Regionais de Educação (GREs) e nas unidades escolares, a critério da administração.

Para participar da seleção, os servidores devem ser titulares de cargo efetivo da Rede Estadual de Educação Básica do Piauí. O afastamento previsto neste edital poderá ser concedido a servidor em estágio probatório, sem direito à remuneração de seu cargo. Durante o período do afastamento, ficará suspensa a contagem do tempo do estágio probatório, voltando a ser contabilizado quando do retorno do servidor ao exercício das atividades laborais.

edital Seduc-PI nº 01/2020 encontra-se regido pelos termos da lei complementar nº 13, de 03/01/1994, Estatuto dos Servidores Públicos do Estado do Piauí, combinado com a lei complementar nº 71 de 26/07/2006 que dispõe sobre o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos dos Trabalhadores da Educação Básica do Estado do Piauí, bem como pelo decreto 15.299, de 12/08/2013 e pela lei 6.733, de 17/12/2015, Plano Estadual de Educação e estabelece os procedimentos para que os trabalhadores da educação básica do Estado do Piauí concorram às vagas de afastamento integral ou parcial disponibilizadas pela Secretaria de Estado da Educação, para cursarem pós-graduação stricto sensu.

O servidor que pleiteia o afastamento de que trata o edital deve estar devidamente matriculado em curso stricto sensu em área correlacionada à sua atuação na Rede Estadual de Educação Básica do Piauí ou que corresponda à área de formação para a qual foi empossado pela Seduc.

Para mais informações clique e confira o edital.

Ligação de esgoto poderá ser parcelada em até 60 vezes

20/02/2020 - 11:02

A Águas de Teresina tem facilitado a adesão ao serviço de esgotamento sanitário aos clientes cujos imóveis estão situados em áreas onde há a disponibilidade de rede. O valor da ligação de esgoto varia entre R$ 566,61 e R$ 684,66 e pode ser parcelado em até 60 vezes, em qualquer uma das oito lojas de atendimento da concessionária. O valor da tarifa de esgoto corresponde a 80% da tarifa de água, ou seja, a cada R$ 1,00 pago pelo serviço de abastecimento de água, são cobrados R$ 0,80 pelo tratamento de esgoto.

A Lei Federal 11.445 prevê que ocorra a cobrança tarifária em áreas onde há serviço de esgotamento sanitário, mesmo que não haja a conexão à rede. Conforme o Art. 45 da referida lei, é obrigatório fazer a ligação da residência à rede pública de esgoto. Nas áreas onde há disponibilidade de rede de esgoto, a Águas de Teresina notifica o usuário, informando-o sobre a importância de conexão. A notificação ocorre 30 dias antes da cobrança de tarifa. Nos locais em que ainda não há disponibilidade, a cobrança não é efetuada.

“Mesmo que a legislação vigente determine a cobrança do serviço onde há rede de esgotamento sanitário, nos interessa que a população faça a devida conexão para desfrutar dos benefícios do esgotamento sanitário. A ligação de esgoto deve ser vista como um investimento para a saúde, pois sabemos que a correta coleta, afastamento e tratamento do esgoto reduz significativamente os riscos de doenças, valoriza o imóvel e eleva a qualidade de vida”, destaca Pedro Alves, gerente de sustentabilidade da Águas de Teresina. Atualmente, Teresina conta com 31% de cobertura, índice este que cresceu mais de 60% após a operação da concessionária na capital.

Como fazer a ligação

A Águas de Teresina disponibiliza a rede pública na rua, porém, a ligação interna da casa deve ser construída pelo proprietário. Essa ligação consiste em tubulações que ligam à rede de esgoto todas as descargas da casa: vaso sanitário, ralo do chuveiro, pias e tanque de lavar roupas. Atenção: a água de chuva que vem das calhas, da varanda ou do quintal não deve ser ligada à rede de esgoto.

Nas lojas de atendimento, os usuários têm todas as orientações para fazer a interligação, bem como tem acesso ao plano de parcelamento para aderir ao serviço. No site da concessionária também estão disponíveis informações. Basta acessar: www.aguasdeteresina.com.br

Outras informações sobre os serviços de água, coleta e tratamento de esgoto podem ser obtidas pelos canais de atendimento da empresa. Call center: 0800 223 2000 ou 115. A concessionária conta com atendimento via WhatsApp pelo número 98124-3199 e ainda pelo aplicativo Águas App, disponível para celulares Android e IOS.

Wellington Dias discute partilha de recursos com presidente da CNM

20/02/2020 - 08:19

O governador Wellington Dias tratou com o presidente da Confederação Nacional de Municípios, Glademir Aroldi, em Brasília, acerca da pauta federativa, conjunto de projetos que tramitam no Congresso Federal e dizem respeito à partilha de recursos entre União, Estados e Municípios. O chefe do executivo defende que o tema da reforma tributária deve ir adiante, sendo discutido junto com o pacto federativo para que haja uma distribuição mais justa.

“O tema da reforma tributária tem que ir adiante, mas temos que tratar junto com o tema do Pacto Federativo para que haja uma distribuição mais justa nisso, tem a ver com a distribuição de royalties e participação especial. O ministro (da Economia) Paulo Guedes se comprometeu em agenda com os governadores e com os municípios de descentralizar receitas para estados e municípios voltados a investimentos e à nossa necessidade. São recursos para investimentos e para fazer crescer e destravar a economia, garantir a geração de emprego e renda, que é isso que verdadeiramente dá equilíbrio”, afirmou Wellington Dias.

Aroldi comemorou a parceria com o governador e ressaltou a necessidade de discutir mais a fundo esse tema. “Quero agradecer muito a parceria com o governador Wellington, que tem sido um defensor das causas dos estados e dos municípios brasileiros, entendendo perfeitamente através do seu conhecimento de que esta federação tem um sistema de quatro, mas o modelo que está sendo praticado não está atendendo as necessidades da população brasileira, então precisamos reverter essa lógica, que não atende mais às necessidades e colocar recursos lá na ponta. Temos aí algumas pautas que são extremamente importantes para que isso possa efetivamente sair do discurso e acontecer”, disse.

Engenheiros e Arquitetos da PMT reivindicam perda salarial de quase 10%

19/02/2020 - 12:23

Os Engenheiros e Arquitetos da Prefeitura Municipal de Teresina reclamam que estão há três anos sem reajuste salarial. Eles participaram de assembleia geral realizada no dia 17 de fevereiro pelo Sindicato dos Engenheiros no auditório do CREA-PI. Na pauta, as reivindicações de reposição salarial e implantação de gratificação de produtividade.
Segundo o Presidente do Sindicato dos Engenheiros do Estado do Piauí (Senge), com a implantação do Plano de Cargos Carreira e Salários (PCCS) da categoria, tido como um grande avanço à época, a base da tabela superava o salário mínimo profissional da categoria pago pela iniciativa privada. Entretanto, nos últimos três anos, com o acúmulo de uma defasagem de 9,22% por razão da não reposição da inflação nos dois períodos aquisitivos de abril 2016 a maio de 2017, e de abril de 2018 a maio de 2019, a base da tabela não chega mais aos valores do salário profissional do Engenheiro e Arquiteto.
Na proposta encaminhada pela categoria ao Executivo, reivindica-se o percentual não repassado e a inflação do período aquisição que vence em 30 de abril de 2020. Ademais, pelo grande volume de obras com valores elevados, os profissionais aumentaram a responsabilidade técnica e civil nos seus trabalhos de projetos, fiscalização e acompanhamento, o que requer uma remuneração mais justa, razão da reivindicação de uma gratificação de produtividade.
‌“Considerando que há três anos a Prefeitura de Teresina não repassa a inflação para os salários da categoria, apelamos para o bom senso que sempre teve o prefeito Firmino Filho, para que inicie as negociações e atenda o pleito da categoria”, disse o Eng. Florentino Filho, presidente do Sindicato dos Engenheiros.

Piauí apresenta PPP da Transcerrados a investidores em São Paulo

19/02/2020 - 09:26

O governador Wellington Dias, juntamente com a superintendente de parcerias e concessões, Viviane Moura, apresentaram, nesta terça-feira (18), os estudos da PPP Rodovia Transcerrados para investidores, consultores e empresas paulistas interessadas. O evento foi realizado pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência de Parcerias e Concessões do Governo do Piauí (Suparc), na sede da Associação Brasileira de Infraestrutura e Indústrias de Base (ABID), em São Paulo (SP).

Viviane Moura expôs os detalhes da PPP, que deve ser licitada e contratada ainda neste ano. Trata- se de um projeto estratégico por envolver a região do Cerrado, que tem a economia impulsionada pelo cultivo de grãos no Sul do Piauí, já que compreende as rodovias PI-397 e PI-262 (estrada da Palestina). “A gente sai muito satisfeito. As quatro maiores concessionárias do país estavam presentes, todas gostaram do que viram e acreditam que é um projeto tem viabilidade. Todas se interessaram em, na fase de licitação, que começa dia 10 de março, participar para tirar mais dúvidas e, a partir daí, concorrer”, comemora a superintendente.

O projeto, de responsabilidade Suparc, é destinado às empresas com interesse em implantar, adequar, operar, manter e explorar a infraestrutura das estradas. “Esses eventos são importantes, principalmente, nessa etapa que precede o processo licitatório para que as empresas possam, conhecendo os projetos, se organizar para participar dos processos licitatórios. Isso funciona como um movimento que atrai competitividade, facilita o diálogo com o Governo e faz com que as empresas tenham interesse e apetite de participar”, explica o governador.